últimas notícias

100 hotéis Pestana até 2020

Uma das apostas passa por Nova Iorque
(foto: pixabay)
Manhattan e Newark (Estados Unidos da América), Amsterdão (Holanda), Madrid (Espanha), Marrakech (Marrocos) e Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca (Brasil), são os futuros hotéis do Grupo Pestana que hoje foram evidenciados no Pestana Palace Lisboa, em conferência de imprensa para fazer uma síntese das duas décadas de internacionalização, que iniciou em 1996, assim como dar conta dos planos de crescimento para os próximos anos.
Uma nota desde já para evidenciar que além do reforço em Portugal e da afirmação gradual nas principais cidades europeias, destaca-se, como se vê, a aposta forte nos EUA, além da consolidação na América do Sul. Um caminhar acelerado para atingir os 100 hotéis até 2020 e 3.000 novos quartos até 2019.

O administrador responsável pela área de desenvolvimento do Pestana Hotel Group, José Roquette, explicou qual o impacto da política de diversificação do investimento ao longo das últimas décadas, motor de crescimento da multinacional hoteleira com origem na ilha da Madeira, em Portugal.
Apesar aposta clara no reforço da internacionalização, evidencia-se um forte reforço na liderança em Portugal, com 10 novos projetos um pouco por todo o País.

As 4 etapas na internacionalização
José Roquette partilhou ainda alguns desafios enfrentados ao longo deste trajeto de sucesso do investimento internacional, bem como aqueles que constituem os principais fatores de sucesso da estratégia implementada. Uma expansão internacional que podem ser evidenciadas em quatro grandes etapas no desenvolvimento: anos 90, primeiros passos nos PALOPS; novo milénio, “descoberta do Brasil” e América do Sul; o caminho da afirmação europeia, e o desafio do American Dream.
Acima de tudo, foi evidenciado que se tratou de um processo de aprendizagem corporativa, um irreversível caminho de mudança de mentalidades
A par da constante preocupação de diversificação regional, expôs também a busca de novos modelos de negócio, bem como o lançamento da nova marca Pestana CR7 e ao reforço internacional da marca Pestana Collection.

3.000 novos quartos até 2019
Em conclusão, foram apresentadas as grandes prioridades estratégicas para o futuro que o Grupo deverá perseguir nas várias geografias, reafirmando a visão de Dionísio Pestana de atingir em breve a marca simbólica dos 100 hotéis, que deverá acontecer até 2020.
Outros números curiosos prendem-se com o número de quartos. Entre este ano e 2019, o grupo conta ter 3.000 novos quartos.

Ranking
O Grupo Pestana ocupa a 125.ª posição no ranking de 2014 dos maiores grupos hoteleiros do mundo, segundo a lista anual da Hotels Magazine, publicação líder no setor da hotelaria a nível global.
Na Europa, o grupo aparece ainda destacado em 31.º lugar.
Um percurso de sucesso em 3 continentes, 15 países, com 87 unidades, cerca de 11.000 quartos e mais de 7 mil colaboradores, permite ainda consolidar a posição de liderança em Portugal.
Recorde-se que no início deste ano, o Pestana Hotel Group apresentou uma nova identidade gráfica e posicionamento com o objetivo de preparar o futuro do grupo e da marca Pestana.
Com um volume de negócios atual na ordem dos 400 milhões de euros e 68,1% da atividade concentrada na hotelaria, o grupo gere ativos avaliados em 1,1 mil milhões de euros.
Paulo Camacho

Sem comentários