últimas notícias

"A Brasileira" aumenta coleção Pestana


O Hotel A Brasileira, no Porto será a terceira unidade, na cidade do Porto, a beneficiar da grandeza e do saber acumulado do Pestana Hotel Group. “A Brasileira” junta-se ao “Pestana Vintage Porto Hotel” e ao “Pestana Palácio do Freixo Pousada”, unidades das quais o grupo é proprietário. As obras de transformação do emblemático edifício da baixa portuense vão arrancar no início deste verão.

A unidade hoteleira, propriedade do empresário António Oliveira, ex-selecionador nacional de futebol, vai beneficiar de uma parceria de apoio à gestão celebrada entre o empresário e o Grupo de Dionísio Pestana, integrando os canais de distribuição do maior grupo hoteleiro nacional.
O edifício do antigo café histórico da Cidade Invicta será recuperado e transformado numa unidade de 5 estrelas, preservando as caraterísticas da fachada e a imagem das salas do rés-do-chão com a sua traça original. O projeto está a ser desenvolvido pela equipa de arquitetura do Gabinete APPEL, liderado pelo arquiteto Ginestal Machado. Assim, A Brasileira irá ganhar uma nova vida e novas valências adaptadas à contemporaneidade da cidade eleita melhor destino europeu.


Localizado na Rua Sá da Bandeira, o hotel terá 90 quartos, incluindo quatro suites, wine bar, health club, ginásio e um pátio interior com um jardim vertical.
O restaurante, com capacidade para mais de uma centena de pessoas, mantém-se fiel ao desenho original do arquiteto Januário Godinho, e a cafetaria reabre para acolher os visitantes e fazer justiça ao velho slogan: “O melhor café é o da Brasileira”.
José Roquette, Chief Development Officer do Pestana Hotel Group, diz a propósito da nova aposta que o grupo se congratula com a parceria, “pois acreditamos na vitalidade do destino Porto”. Evidenciou o “trabalho notável” da Câmara Municipal do Porto na revitalização, dinamismo e promoção do turismo na cidade, “pois só assim se justifica mais esta aposta em que nos envolvemos, desta feita com o Dr. António Oliveira”. E complementa que para o sucesso de todos “é fundamental que a política de ligações aéreas se mantenha, e que a promoção do destino continue a ser dinâmica”.

Sem comentários