últimas notícias

Pestana Porto Santo "All inclusive"

(foto: Grupo Pestana)
O Hotel Pestana Porto Santo vai passar para o regime 'Tudo Incluído', vulgarmente designado pela terminologia inglesa 'All Inclusive', já a partir do próximo ano.


As negociações estão concluídas com a marca britânica 'Thomson UK', que será o mais importante de um grupo de operadores europeus, com inclusão de belgas e alemães, que o Grupo Pestana garantiu para a sua operação do próximo ano na ilha do Porto Santo.

José Theotónio, administrador do grupo, responsável pela hoteleira na Madeira, disse ontem ao DIÁRIO que as negociações estão praticamente concluídas, faltando agora assinar os respectivos contratos, que não serão de exclusividade com a marca britânica, um dos braços da TUI, tal como aconteceu na ilha da Madeira com o 'Pestana Grand': o grupo madeirense assinou um contrato por três anos com os alemães da LTI Hotels, podendo receber no hotel outros clientes.

Uma das grandes vantagens do contrato que acaba de ser negociado para o Porto Santo é a de assegurar uma maior procura, já que o hotel passará a estar presente nos catálogos e ofertas em linha nas plataformas digitais e electrónicas de marcas importantes que trabalham com o segmento de 'Tudo Incluído', com muita procura nos destinos de férias por famílias com crianças e grupos de casais mais jovens.

Outra vantagem deste negócio é o facto do voo que vem no Verão do Reino Unido para o Porto Santo, actualmente consolidado pelo operador britânico 'Atlantic Holidays', propriedade do grupo Pestana, passar a ser da responsabilidade da 'Thomson UK' que tem a sua própria companhia aérea.

O regime 'Tudo Incluído' pressupõe que o hóspede quando faz a reserva e compra a viagem tem direito a todos os serviços, desde o transporte aéreo, transferência para o hotel, alojamento e todas as refeições, além de animação própria da unidade e outras facilidades comuns nos hotéis de destinos de praia, como é o caso do Pestana Porto Santo.

O hotel do grupo madeirense na ilha dourada está a registar este ano um bom desempenho. Segundo os números apurados até final do mês de Julho,  as receitas aumentaram 13% e a chegada de hóspedes, este ano, já leva uma aumento de 8%, com destaque para os britânicos, para os quais há um voo semanal directo de Londres, e os portugueses de classe média e superior que acabam por ser os grandes animadores da época estival no Porto Santo, quanto aos visitantes do lado do continente europeu. Este ano também se tem verificado um número interessante de clientes oriundos da Madeira e de outros que chegam através dos cartões de fidelidade e de descontos criados pelo grupo para hóspedes frequentes, além de uma boa percentagem de clientes que fazem as suas reservas na Internet, e muitos repetidos, o que em três anos de existência é assinalável.

"Se tudo decorrer como se prevê, a unidade do Porto Santo irá registar este ano, no final da operação, que decorre de Março a Outubro, um aumento de 100% no lucro bruto de exploração (GOP)", anunciou José Theotónio.

Catanho Fernandes

Sem comentários