últimas notícias

Especialista sueco diz que o turista quer emoções

Jack Soifer diz que hoje o turista quer é emoções
"O turismo de amanhã não será igual ao de ontem. Hoje o turista quer emoções, não destino; quer o típico, mais actividade, menos supérfluos, menos estrelas, mais personalização, menos desperdício, mais atendimento”. Quem o diz é Jack Soifer, consultor sueco que conta com uma vasta experiência em dezenas de empresas em 12 países e que esta semana vai estar na Madeira.
O especialista terá oportunidade de falar do seu último livro, mostrando que a “crise clarifica os erros do passado”.
Jack Soifer, membro activo em várias associações, inclusivamente do Skal Internacional Algarve, desloca-se à região autónoma a convite do Skal Internacional Madeira, no âmbito do programa de actividades da instituição madeirense para assinalar as comemorações dos 75 anos do Skal internacional.
Para o efeito, está marcada uma palestra para depois de amanhã no Reid's Palece, pelas 19.30 horas, onde será orador o especialista sueco. Uma oportunidade para dar exemplos práticos no sentido de economizar 30% em energia, em água, nos transportes, e até 30% dos custos operacionais.
Com o tema: “Empreender em sustentabilidade turística” Jack Soifer vai ter ocasião de apontar ainda, segundo revela Luiz Pinto Machado, presidente do Skal na Madeira, que a aposta num certificado de estabelecimento sustentável permite aumentar as receitas em cerca de 15 por cento.
Para este mesmo dia, está programado igualmente um acto simbólico de comemoração da Semana da árvore, com a plantação de uma árvore no jardim patrocinado pelo SKAL, junto ao Pestana Madeira Carlton.
Autor de 33 “papers” e de livros em seis países, de colunas de opinião sobre turismo, sustentabilidade e inovação, Jack Soifer tem apresentado palestras sobre estes temas no Brasil, Portugal, França, Suécia.
Entre os livros mais debatidos estão “A Grande pequena empresa”, 2002, onde ensina às pequenas e médias empresas como obter lucros; “Empreender turismo de natureza”, 2008, onde dá dicas dos enormes potenciais da Madeira e do continente para nichos ainda pouco explorados em Portugal e “Entrepreneuring sustainable tourism”, já lançado na Suécia, Brasil, França e agora Portugal, onde dá exemplos práticos de como economizar custos com energia, água, transporte, embalagens e químicos e, ao mesmo tempo, proteger o meio-ambiente e conseguir, em resultados dessas políticas, trazer ainda mais turistas.

Sem comentários