últimas notícias

easyJet cresce 17% em Portugal


A easyJet, que em Portugal opera para Lisboa, Porto, Faro e Madeira, transportou 44,5 milhões de passageiros em 2008, mais 16,6% ou mais 6,34 milhões que em 2007, com a última metade do ano a ser pautada por uma redução acentuada dos lugares em excesso, que se traduz em ganhos de taxa de ocupação.
A easyJet, que no final de Outubro se tornou a primeira low cost a operar uma rota doméstica em Portugal, com os voos entre Lisboa e a Madeira, terminou 2008 com uma taxa de ocupação média de 84,6%, mais 1,18 pontos percentuais que no ano passado, quando até ao final do primeiro trimestre registava uma queda de 1,05 pontos.
Essa tendência foi logo invertida no terceiro trimestre de 2008, época alta da aviação comercial, em que a low cost cresceu 21,9% (em número de lugares vendidos), para 13,25 milhões de passageiros, face a um aumento de capacidade (em número de lugares disponíveis) em 19,1%, para 14,855 milhões, o que se traduziu num ganho de taxa de ocupação em 2,1 pontos, para 89,2%.
No último trimestre de 2008, a easyJet cresceu mais moderadamente, em 10,1%, para 10,05 milhões de passageiros, mas de novo acima do incremento de capacidade, que foi de 6,7%, para 12,05 milhões de lugares.
Esta moderação no aumento de capacidade incidiu principalmente nos meses de Novembro, em que inclusivamente os dados da low cost apontam para uma redução do número de lugares disponíveis em 0,4%, e em Dezembro, em que o aumento terá sido nuns escassos 2,9%.
Desta forma, e porque em Novembro a easyJet teve um crescimento do número de passageiros em 3,4%, para 2,985 milhões, e em Dezembro teve um aumento em 7,3%, para 3,111 milhões, a low cost nestes dois meses teve ganhos de taxa de ocupação acima dos 3,00 pontos percentuais, em 3,1 pontos em Novembro, para 83,9%, e em 3,3 pontos em Dezembro, para 82,3%.
Cálculos do PressTUR a partir dos dados divulgados pela easyJet indicam que a low cost preencheu no ano passado 92,5% do total de lugares que colocou a mais em 2008 face a 2007
Estes cálculos indicam que a easyJet teve aproximadamente 8,09 milhões de lugares vazios nos seus voos em 2008, mais 6,7% ou mais 0,5 milhões que em 2007, quando a meio do ano registava um crescimento em 18,1%, para 4,48 milhões.
No terceiro trimestre de 2008, a low cost teve inclusivamente menos lugares vazios que no período homólogo de 2007 (-0,3% para 1,6 milhões) e ampliou essa evolução no último trimestre, ao fazer uma redução em 7,8%, para dois milhões.

Sem comentários