últimas notícias

NRP Tejo já navega em direção à Madeira

Largou, esta tarde, da Base Naval de Lisboa, no Alfeite, o NRP Tejo para a sua primeira missão de empenhamento operacional, que se irá realizar na Zona Marítima da Madeira durante os próximos três meses. O navio de patrulha costeira é um modelo Stantflex 300 e é o primeiro de quatro navios adquiridos à Dinamarca.

O NRP Tejo chegou a Portugal no dia 12 de maio de 2015 tendo sido aumentado ao efetivo dos navios da Marinha a 5 de maio de 2016 e foi posteriormente modernizado nos estaleiros da Arsenal do Alfeite. Vem concretizar a substituição progressiva dos atuais navios patrulhas da Classe Cacine, em serviço há mais de 40 anos.
Após a modernização, o navio ficou preparado para operar junto a zonas costeiras, em missões no âmbito da segurança e autoridade do Estado no mar.
O NRP Tejo irá assim guarnecer o dispositivo naval padrão da Marinha na Região Autónoma da Madeira, reforçar a capacidade de resposta a situações de busca e salvamento, contribuir para o esforço de fiscalização marítima, apoiar os órgãos de proteção civil regionais em caso de necessidade (em situações de calamidade ou catástrofe naturais), e cooperar com outros departamentos do Estado com competências no mar.
De construção modular, com comprimento de 54 metros, boca de 9 metros, atinge uma velocidade máxima de 28 nós. Tem autonomia de 2.400 milhas náuticas e é operado por uma guarnição de 23 elementos.
É Comandado pelo primeiro-tenente Rui Pedro Robalo Franco.

Sem comentários