últimas notícias

Portos dizem que vão receber paquetes no dia 24



Os Portos da Madeira vieram a público reagir a notícias que davam conta que a Madeira iria perder cerca de 5.500 turistas em escalas em risco de cancelar no próximo dia 24 devido à greve geral.
Por isso mesmo, a administração dos portos entendeu por bem esclarecer em comunicado. Começa por referir que, ao contrário daquilo que é afirmado na notícia em causa, “não existem quaisquer cancelamentos por parte das companhias de navios de cruzeiro para o próximo dia 24 de Novembro, no Porto do Funchal”.

Lê-se no comunicado que o agente de navegação citado, a JFM Shipping, “traça um cenário que acaba por ser precipitado”. “Sobretudo se atendermos ao facto de que esta administração ainda se encontra em negociações no que respeita aos serviços mínimos que serão fixados para este dia. Serviços que, naturalmente, tentarão salvaguardar o interesse regional”.

Mais adianta que o referido agente foi contactado, no sentido de que “mantivesse alguma serenidade, uma vez que ainda nada está decidido e definido sobre esta matéria”.

Acerca desta matéria sublinha que “são muitos os colaboradores da APRAM que já manifestaram, inclusive, total disponibilidade para assumirem as respectivas funções operacionais neste dia”. Pelo que “não se compreende que, nesta fase, sejam feitas declarações com base em argumentos que não passam, neste momento, de meras suposições”.

A finalizar, a administração dos Portos da Madeira diz lamentar tais declarações e “estranha que o agente de navegação em causa revele preocupação relativamente à imagem da Madeira no exterior, já que traça, simultaneamente, cenários alarmantes que, esses sim, em nada abonam a nossa imagem e a nossa competitividade no mercado, sobretudo quando nem sequer traduzem a realidade nem os factos actuais”.

Sem comentários