últimas notícias

Canárias quer mais da Madeira do que o Turismo

O conselheiro de Turismo de Gran Canaria, Roberto Moreno, disse no Funchal que a Madeira e as ilhas Canárias devem continuar a trabalhar juntos. Não só em prol do turismo dos dois arquipélagos como, de uma forma mais abrangente, para as suas economias. Roberto Moreno falava durante o jantar de 13º aniversário do Mundovip Madeira, que decorreu sexta-feira no restaurante Bahia, no Casino da Madeira.

Recordou perante as centenas de agentes de viagens que o Aeroporto da Madeira é o segundo mais importante do País para as ilhas espanholas e acentuou que se deve caminhar no sentido de Canárias ser uma ponta para sul, para a Madeira, e esta ser uma porta para norte.
No glabal, sublinhou que o tráfego entre as duas regiões traduz-se em cerca de 20 mil passageiros por ano e 21 mil toneladas durante o ano.
Pela parte do novo presidente do Conselho de Administração do Mundovip Madeira houve o reconhecimento de momentos difíceis no sector e na economia em geral. No entanto, Mário Machado diz que é nos momentos difíceis que se vêem os operadores com produtos mais atraentes e com preços mais ajustados à conjuntura.
Uma leitura partilhada pelo director-geral do Mundovip Madeira. Luciano Jardim deixou claro que os novos tempos vão obrigar a um maior envolvimento de todos. Sublinhou que este é o momento de todos serem solidários actuando com criatividade para satisfazer o cliente. Evidenciou ainda que, pela parte do Mundovip Madeira, estão a fazer o seu trabalho.
Outro orador da noite foi Ricardo Madruga da Costa, do Grupo Sata. Terminou referindo que 2011 vai ser mais difícil mas deu a receita para ultrapassar as dificuldades: ser simpático, flexível e resistente e, acima de tudo, simples e genuíno.





















Sem comentários