últimas notícias

Naviera Armas prefere não se comprometer com Lisboa

Embora admita que estuda a possibilidade de fazer uma nova ligação marítima da Madeira para Lisboa, a Naviera Armas não se quer comprometer com datas, nem mesmo com a sua efectiva concretização. Uma reacção que surge depois do Jornal da Madeira titular à primeira página que a transportadora de Canárias iria começar a fazer a linha já no próximo ano.
Uma realidade que Manuel Vida, porta-voz do armador adiantou anteriormente, mas que ontem, depois de saída a notícia, não se quis comprometer. Nem a empresa.
Nessa altura, havia referido, como noticiou o jornal, que a possibilidade de a fazer este ano estava posta de parte porque não têm barco para o realizar, tal como escrevemos.
Neste sentido, embora ontem tenha voltado a admitir que a hipótese de Lisboa existe, porque é estudada, tal como o fazem em relação a outras rotas, a companhia canariana prefere passar ao mercado uma mensagem de não comprometimento, até para evitar que comecem a surgir perguntas, como já aconteceu ontem, a questionar datas acerca do início da operação. Mas, a verdade é que essa possibilidade continua de pé a partir do próximo ano. Se se concretiza, ou não, essa é outra questão.

Recorde-se que a Naviera Armas recebe um navio novo no próximo ano, que irá substituir na linha Canárias-Madeira-Portimão o ainda novo Volcan de Tijarafe, pelo que o armador ficará com meios para se abalançar a novos desafios. Como o de Lisboa.

Não obstante esta pretensão de não abrir o jogo nem de assumir o compromisso, que até admitimos seja a realidade, fala-se por aí que existem já alguns contactos de alto nível para a operação da linha de Lisboa. Inclusivamente, diz-se que o transporte de banana poderá estar na base da opção do armador espanhol em reforçar as ligações entre a Madeira e o continente.

Sem comentários