últimas notícias

Tap cresce 5,5% em 2008 na Madeira



A TAP transportou, em 2008, um total de oito milhões e 738 mil passageiros, mais um milhão que no ano anterior, o que significa um acréscimo de 12,3 por cento. O maior crescimento absoluto verificou-se nas linhas da Europa, com mais 600 mil passageiros, e nas do Brasil, com 200 mil, sendo ambos os mercados estratégicos para o turismo nacional.
No caso concreto da linha da Madeira, a Tap conseguiu igualmente crescer com um ganho real de 5,5 por cento em relação a igual período de 2007.
Em valores percentuais o crescimento nos diversos sectores de rede foi o seguinte: Brasil, 20 por cento; África, 18 por cento; Venezuela, 15 por cento; Europa, 13 por cento; Estados Unidos, 2 por cento e Portugal (continente e regiões autónomas), 3,9 por cento.
Recorde-se que, no total dos aeroportos nacionais, o acréscimo foi, segundo a ANA, de 3 por cento, enquanto terá havido, de acordo com a IATA (Associação Internacional do Transporte Aéreo), um acréscimo de apenas 2 por cento do transporte aéreo a nível mundial.
De facto, o aumento do preço dos combustíveis verificado em 2008 e a crise económica mundial, que se evidenciou na parte final, contribuíram para frustrar as expectativas de crescimento no ano que agora findou.
Os números alcançados pela TAP premeiam os esforços desenvolvidos pela companhia e pelos seus trabalhadores para corresponder às expectativas dos clientes.
Além de ter aberto novas linhas para Belo Horizonte e Praia, em Cabo Verde, e reforçado outras, em especial para a Europa e África, a companhia investiu numa nova política comercial, com a adopção da filosofia “1 voo, 5 formas de viajar”, que lhe permite concorrer, em simultâneo, com os diversos segmentos de mercado, investindo tanto no preço como na qualidade do seu produto.

Sem comentários