últimas notícias

Opinião: A Lota

Esta fotografia com algum tempo mostra a área onde está a Lota do Funchal que o Governo quer requalificar
📷  Paulo Camacho  📷
Requalificação da Lota do Funchal. Pois, o Governo Regional tomou a decisão de refazer a lota no interior do Porto do Funchal. Um edifício com mais de três décadas onde, devido ao avançado estado de degradação, só existem duas opções: requalificá-lo ou fazer desaparecer por completo aquela infraestrutura daquele espaço deixando o lugar vago para outras opções, mesmo que edificadas, mas com objetivos diferentes. 

A decisão do atual executivo recaiu na primeira opção deixando a lota num lugar onde a área seria muito útil para as atividades lúdico-desportivas e mesmo para refazer todo aquele fundo do porto para dotá-lo de outras condições para as operações do ou dos navios ferries e também para o navio da Marinha Portuguesa.
Aliás, tudo isto já foi equacionado em anteriores Governos. Câmara de Lobos era o destino escolhido, com opções entre a sua baía e os Socorridos. A sua materialização nunca aconteceu, ao que se sabe, devido a problemas com o seu financiamento.

Mas agora existem cerca de 4 milhões de euros disponíveis. Por isso, a saída da lota do interior do Porto do Funchal não deveria ser descurada, fosse para Câmara de Lobos ou o Caniçal, onde, aliás, é descarregado mais de metade do peixe na Madeira, em cuja lota o executivo decidiu proceder a obras de melhoramentos diversos no montante de 630 mil euros.
Além de fazer todo o sentido estar a lota nas zonas piscatórias, seria também um contributo importante para afastar as gaivotas do Porto do Funchal, esse flagelo que atormenta todos os dias a infraestrutura do porto e as pessoas que têm de conviver com essas aves que conspurcam lugares onde nem deveriam pairar.

No fundo, retirar a lota do Funchal seguiria a lógica que começou com a retirada dos silos e do terminal de carga no cais norte, que foi transferido para o Caniçal, permitindo dotar o espaço outrora cheio de contentores agora vago com um grande parque de estacionamento, uma enorme praça, o hotel Pestana CR7 Funchal e o Museu CR7, além de muitos espaços comerciais, os quais poderiam prolongar-se para parte da área onde está a lota, inclusivamente debaixo da Avenida Sá Carneiro, onde onde estão áreas vazias e degradantes. 

Paulo Camacho

Sem comentários