últimas notícias

Exposição mostra evolução da arte de embutir na Madeira

É inaugurada hoje, pelas 17h30, no Museu Etnográfico da Madeira, na Ribeira Brava, mais uma Exposição Temporária denominada "Traços de Madeira". Está relacionada com a evolução da arte de embutir na Região Autónoma da Madeira, contrapondo obras de diferentes autores, pertencentes a coleções privadas e a diferentes instituições. Estará patente ao público até ao próximo dia 12 de maio, na sala de exposições temporárias do Museu Etnográfico.

por Paulo Camacho

Numa ilha com denso arvoredo, desde o início da colonização que o povo recorreu a esta fonte de matéria-prima que o ambiente lhe colocava à disposição, para a construção de inúmeros artefactos utilitários, decorativos, lúdicos ou religiosos.
A construção de mesas, cofres, caixas e outros artefatos em madeira embutida foi uma das atividades que surgiu com a exploração das madeiras, que teve uma expansão e expressão significativa na ilha.
Já nos finais do século XVII existiam mestres deste ofício que habilidosamente utilizavam as madeiras indígenas.

Abordar a evolução da arte

Em 1850, foi apresentada ao público a “Exposição Industrial Madeirense”, no Palácio de São Lourenço, no Funchal, onde os industriais e artífices expuseram os seus trabalhos, divulgando a arte do embutido.
O final do século XIX e princípio do século XX parece ter sido o período áureo desta arte, afirmando-se a qualidade das suas obras artísticas quer no arquipélago, quer no exterior.
Através desta Exposição, pretende-se abordar a evolução desta arte e valorizar os trabalhos e pessoas que a ela estiveram associadas, ao longo do tempo.

Sem comentários