728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Movimento portuário — 2.ª feira, 12 de outubro

 

O Monte Brasil chega pela manhã de hoje ao Caniçal, com carga de Ponta Delgada (Açores).
(Foto: Mário Camacho)

O porto comercial do Caniçal nesta 2.ª feira, 12 de outubro, conta receber três porta-contentores — Monte Brasil, Funchalense 5 e Max Stability — que trazem carga, respectivamente, de Ponta Delgada (Açores), Lisboa e Leixões.

Por: Paulo Gilberto Camacho

O Monte Brasil, proveniente de Ponta Delgada (S. Miguel, Açores), atraca ao cais norte, pelas 07h01, com agenciamento garantido pela Transinsular-Madeira, Lda. Após a tarefa portuária, rumará a Lisboa, por volta das 16h15.
O Monte Brasil é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1994 e que navega com bandeira portuguesa e está registado no MAR (Registo Internacional de Navios da Madeira). Desloca 7.039t de peso bruto e 8.450t de peso morto. Mede 126m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 6,7m.
O Funchalense 5 cumpre mais uma escala semanal no Caniçal, com carga de Lisboa.
(Foto: Mário Camacho)

Pelas 07h15, o Funchalense 5 faz amarração no cais norte, com carga de Lisboa. Agenciado pela PMAR-Navegação.Lda., a sua operação de carga/descarga demorará até às 16h59 desta 3.ª feira. Terá como destino seguinte o porto de Leixões.
O Funchalense 5, ao serviço do armador GS Lines (Grupo Sousa), é um navio de carga geral construído em 2009/2010 que navega com bandeira portuguesa. Desloca 7.532t de peso bruto, 8.279t de peso morto e mede 126,78m de comprimento por 20,49m de boca (largura) e o seu rascunho actual é de 7,3m.
Vindo de Leixões, o Max Stability atraca ao cais norte, pelas 16h30 desta 2.ª feira.
(Foto: Mário Camacho)

A meio da tarde, por volta das 16h30, o Max Stability atraca também no cais norte, mas procedente de Leixões. Agenciado pela Transinsular-Madeira, Lda., o navio iniciará de seguida a tarefa de carga/descarga de mercadorias, operação esta que deverá terminar cerca das 00h30 de 4.ª feira, rumando depois a Lisboa.
O Max Stability entrou ao serviço em 2006, desloca 7.532t de peso bruto, 3.553t de peso líquido e 8.723t de peso morto. Mede 127m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu rascunho actual (calado) é de 7m. Navega com bandeira de Malta.
O Patricia encontra-se no terminal de combustíveis da CLCM, desde as 20h30 de ontem.
(Foto: MarineTraffic)

Porém, no terminal de combustíveis da CLCM no Caniçal, o navio-tanque Patricia chegou, pelas 20h30 de ontem, domingo, proveniente de Algeciras (Andaluzia, Espanha). Depois de amarrar às bóias de suporte, a sua operação de descarga deverá demorar até às 07h30 da próxima 6.ª feira dia 16, para depois rumar a Porto Santo em idêntica operação de reabastecimento de combustível líquido à “ilha dourada”. Deverá amarrar ao molhe principal por volta das 23h30, largando rumo ao alto mar, pelas 10h00 do dia 17. O seu agenciamento está a cargo de Blatas, Lda.
O Patricia é um navio-tanque lançado à água em 2005 e que, estando registado no porto de La Valletta, navega com bandeira de Malta. Desloca 11.935t de peso bruto, 16.642t (DWT) e mede 144,05m de comprimento por 23,03m de boca (largura), estando o seu calado actual situado nos 7,2m.

Sem comentários