728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Festival Colombo segura turismo

O Festival Colombo, que decorre entre amanhã e sábado, no Porto Santo, é cada vez mais uma aposta ganha e consolidada. Depois de conseguir uma ocupação hoteleira em 2018 na ordem dos 90%, o Turismo da Madeira espera que a taxa de ocupação hoteleira na ilha seja semelhante o ano anterior, um valor muito acima dos 65% de 2015.
Na edição deste ano estão envolvidas cerca de 420 pessoas, que traduz mais duas dezenas do que na edição anterior. Além disso, aumentou o número dos trajes disponíveis para os turistas poderem participar no Festival que recria um ambiente medieval em homenagem ao navegador Cristóvão Colombo, que passou no Porto Santo antes de descobrir o continente americano.
O investimento desta edição do Festival está orçado em 135 mil euros.
Um nota final para referir que, na celebração dos 30 anos da Casa Colombo - Museu do Porto Santo, que se assinalam este ano, será organizado um programa especial que incluirá uma conferência sobre o navegador.

O Programa

Quinta-feira (dia 12)
Desembarque e Cortejo Histórico para a receção a Cristóvão Colombo:Um dos pontos altos do certame é o desembarque de Colombo. Ao cair da noite, largas centenas de pessoas acorrem à praia para assistirem, no primeiro dia do Festival, ao desembarque. O espetáculo inicia-se com o emergir no horizonte de uma réplica de uma caravela Santa Maria de Colombo, trazendo a bordo o navegador genovês e a sua comitiva numa das suas visitas a Porto Santo. A nau fica ao largo e o desembarque faz-se com transbordo para pequenos barcos. Assim que o Almirante pisa o areal, prontamente se inicia a azáfama inerente à sua receção, que inclui diálogos, cortesias e oferendas ao capitão donatário, música, danças e teatralização de peripécias corriqueiras da época. Logo ali, juntam-se inúmeros elementos representativos das várias classes socias e do clero, para um cortejo de receção pelas principais ruas do burgo, com o fim de tornar pública a permanência de Colombo na ilha.

Outras iniciativas que compõem o cartaz:
Mercado QuinhentistaO mercado quinhentista não é mais do que a recriação do frenesim dos mercados da época. Para além das "cousas de mercar", inclui toda uma azáfama que passa pela gastronomia, pelejas entre mercadores e comerciantes, guarnição militar, julgamento de hereges e infratores, artes circenses, cenas teatrais e animação diversa e constante com arraiais populares e à desgarrada, música variada e danças europeias e orientais.

Sem comentários