728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Prada sublinha valor da Saipem Portugal para a Região e o País


O Castoro 10 em operação
📷  Subsea World News 
📷
O presidente do Conselho da Administração da SDM salienta a grande importância que a Saipem Portugal tem para a Região Autónoma da Madeira, onde desenvolve a sua atividade há 25 anos, e igualmente o impacto positivo que resulta para a economia nacional. Tudo graças à sua interação com empresas portuguesas fornecedoras de serviços e materiais, das quais a Lisnave é um bom exemplo.
As declarações de Paulo Prada, que lidera a empresa concessionária do Centro Internacional de Negócios da Madeira há cerca de dois meses, foram proferidas depois de visitar esta sexta-feira os estaleiros da Lisnave, em Setúbal.

Uma oportunidade para se inteirar da embarcação “Castoro 10” que ali se encontra em trabalhos de manutenção e que é propriedade da Saipem Portugal. Por isso mesmo, o presidente da SDM esteve acompanhado pelo Diretor Geral da empresa, Giuseppe Sofrá.
Esta empresa tem uma frota naval com um valor líquido de aproximadamente 1.5 mil milhões de euros e emprega diretamente cerca de 110 funcionários nas suas instalações no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM). Mais de 95% são portugueses, qualificados. A estes somam-se os tripulantes embarcados na sua frota.
A empresa integra o Grupo Saipem, líder mundial no setor de engenharia, perfuração e construção de grandes projetos e infraestruturas, presente em mais de 60 países em todo o mundo onde emprega 32 mil funcionários de 120 nacionalidades diferentes.
Curiosamente, a Castoro 10 não está no Registo Internacional de Navios da Madeira já que navega com a bandeira das Bahamas.

Exemplo notável

Na visita aos estaleiros, encontraram-se com a direção da Lisnave Estaleiros Navais, S.A.. Uma oportunidade para o diretor comercial, Mário Pinho, confirmar que, para além da importância económica da Saipem Portugal - o maior cliente nacional para a Lisnave - tem tido uma relevância técnica notável ao nível das soluções para a execução de projetos de manutenção e reparação naval, sobretudo pelos desafios que quase sempre apresenta.
A embarcação que atualmente se encontra a efetuar trabalhos de manutenção cíclica, devidamente acompanhados por técnicos pertencentes à estrutura da empresa, num valor estimado de 2 M€, constitui um dos últimos projetos que ao longo dos anos se sucederam com os estaleiros da Lisnave onde desde 2013 as operações atingiram cerca de 20 M€.
Paulo Prada considera que a Saipem Portugal é um notável exemplo de uma grande empresa que desenvolve a sua atividade na Madeira, no âmbito do CINM, através de profissionais qualificados, sobretudo portugueses e que muito tem contribuído para a diversificação, internacionalização e modernização de uma economia regional compensando, de algum modo, os constrangimentos geográficos de ultraperiferia e exiguidade territorial.

Sem comentários