728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Festa das flores continua até domingo


As charolas, à entrada do cais, com o Palácio de São Lourenço ao fundo
A secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, visitou ontem as instalações florais que se assumem como uma das grandes atrações da Festa da Flor 2019. Esta é a 4.ª e última semana.

por: Pedro Lima

“Mais uma aposta que se espera ser do agrado de toda a população, mas, também, dos turistas que nos visitam”, sublinhou a governante, que aproveitou a ocasião para evidenciar mais um exemplo “do que tem sido a estratégia de requalificação, enriquecimento e maior valorização de todos os eventos que fazem parte do Calendário Anual de Animação Turística do destino”.
Um investimento do Governo Regional que, conforme explica, “tem tido retorno na opinião daqueles que nos visitam”, mas, também, na opinião dos residentes, precisamente “porque afirma aquilo que nos caracteriza enquanto Região e enquanto destino: as Flores”.

Numa Festa prolongada a quatro semanas, “é fundamental que se encontrem atrativos distintos para cativar o público, ao longo do tempo”, frisou a governante, assumindo que, à semelhança das novidades introduzidas nesta edição, nomeadamente o Desfile de Moda e os Concertos da Flor, “também se espera que este circuito visitável venha a ser uma mais-valia na afirmação deste tão importante cartaz, ao mesmo tempo que sabemos que será, certamente, mais uma oportunidade de projeção da Madeira no exterior, dadas as fotografias que irão circular, um pouco por todo o mundo, destas instalações”.
Na entrada do Cais da cidade, as charolas em Flor se assumem como a principal marca deste circuito visitável e acabam por dar as boas-vindas a quem nos visita. Já ao longo da Avenida e junto à Praça do Mar, a aposta incide num jardim ao vivo, sendo que, à entrada da Assembleia Legislativa Regional, lança-se um convite à interação do público.
Acresce dizer que estas instalações florais estarão disponíveis ao público até ao próximo domingo, dia 26 de maio.

Sem comentários