728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

D. Afonso Henriques conquista avião 100 da TAP


A TAP atingiu os 100 aviões na sua frota. Até 20125 conta ter 71 aparelhos novos
📷  TAP  📷

A TAP acaba de atingir o número redondo de 100 aviões na sua frota. O marco foi assinalado no dia 20 deste mês. Pela primeira vez, a companhia tem uma centena de aparelhos, o que aconteceu depois da chegada do D. Afonso Henriques, mais um Airbus A330neo, com a matrícula CS-TUI, precisamente no dia em que assinalou 74 anos.

por: Pedro Lima

Para comemorar a chegada do seu 100.º avião, a TAP preparou uma ação promocional que permite aos clientes “TAP Miles&Go”, sejam membros do programa ou novas adesões, a participação nos leilões de 100 viagens, a partir de 100 milhas.
Desde o dia 21 de maio e até a 7 de junho, lança até quatro leilões por dia (dias úteis, às 10h00, 12h00, 15h00 e às 17h00, hora de Lisboa) para destinos de toda a sua rede, com partidas de Lisboa, Porto, Faro e, pela primeira vez, Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo).
Os clientes que aderirem ao programa TAP Miles&Go podem participar e licitar, uma vez que, por cada nova adesão ao programa, a TAP oferece 200 milhas.

Renovação até 2025

A renovação da frota da TAP, com 71 novos aviões previstos até 2025, é um dos pilares do Plano Estratégico dos novos acionistas, apresentado aquando da privatização em 2015 e aprovado pelo Estado português.
É nestes aviões de última geração, com mais oferta de lugares e menor custo, que assenta grande parte do processo de transformação e modernização da TAP.
Os novos aviões permitiram abrir novas rotas e diversificar as fontes de receita da TAP.
A companhia continuou a crescer no Brasil, mercado onde mantém a liderança das ligações para a Europa, com um aumento de 22,8% de passageiros transportados entre 2015 e 2018, mas apostou em força no mercado do Atlântico Norte, onde o crescimento de passageiros transportados, entre 2015 e 2018, foi de 176,5%, acompanhando uma oferta de lugares que praticamente quadruplicou em quatro anos.
A TAP foi mesmo a companhia europeia que mais cresceu nas rotas para os Estados Unidos da América, tendo passado a oferecer mais cerca de 245 mil lugares, face a 2015.

Nova frota enriquece o País

A nova frota representa também um importante contributo para o País. Cada avião novo da TAP tem um forte contributo para o PIB nacional, uma vez que significa, em média, 28 milhões de euros em contribuições e impostos, anualmente, para a economia portuguesa, bem como, em média, mais de 750 postos de trabalhos gerados em Portugal.
 O aumento de frota que a TAP está a fazer coloca a companhia, em apenas quatro anos, acima da média do crescimento das companhias aéreas europeias de referência. O crescimento da frota da TAP de 2015 a 2018 foi de 21%, enquanto as restantes companhias europeias cresceram, em média, 13%, de acordo com dados da Flight Global.

Mais passageiros que a concorrência

No que diz respeito a passageiros transportados, a TAP cresce também acima da média das restantes companhias europeias de referência: Mais 39% de passageiros transportados entre 2015 e 2018, face a uma média de 19%, no mesmo período, nas restantes companhias europeias concorrentes.
Até ao final deste ano, a TAP vai continuar a receber mais aviões, a abrir novas rotas como Chicago, São Francisco e Washington, nos EUA, que serão uma realidade já em junho. E será responsável por trazer mais turistas a Portugal. Por exemplo, em 2018, foi responsável por trazer 4 milhões de turistas que contribuíram com 5,5 mil milhões de euros para a economia nacional.

Sem comentários