728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Zona Franca aumenta receita fiscal na Madeira

A receita fiscal decorrente da atividade das empresas do CINM é um dos indicadores mais demonstrativos do impacto na economia da RAM
📷  Pixabay  📷

O Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) gerou em 2018 para os cofres da Região Autónoma da Madeira mais de 121 milhões de euros (121.714.6€) em receita fiscal efetiva, de acordo com os dados mais recentes disponibilizados pela Autoridade Tributária.

por: Alex C

Os dados agora apurados revelam que o contributo do CINM para o total da receita fiscal da Madeira foi de 13,3%, percentagem superior ao valor registado no exercício de 2017 (12,8%). Em comparação com o ano anterior, houve um aumento da receita fiscal gerada pelas empresas do CINM em mais de 17 milhões de euros.
Quanto à evolução dos vários impostos gerados pela atividade das empresas no CINM (IRC, IRS, IVA, entre outros), importa referir que, no ano em apreço, o IRC arrecadado foi de 54.067.713 euros, praticamente mais 10 milhões de euros do que em 2017.
Quanto ao IVA, a receita foi de 58 milhões de euros e no IRS cifrou-se nos 9,3 milhões de euros. 

Indicador do impacto das empresas

Tal como a SDM tem vindo a sublinhar, a receita fiscal decorrente da atividade das empresas do CINM constitui um dos indicadores mais demonstrativos do seu impacto na economia da Região, a par com a criação de emprego e com a diversificação e modernização do tecido empresarial regional.
De facto, a esta evolução da receita fiscal, segundo as estatísticas globais do CINM referentes a 2018, entretanto divulgadas pela SDM, corresponde também uma evolução positiva tanto no número de entidades licenciadas como no emprego direto criado no âmbito do CINM.
No final de 2018, estavam licenciadas um total de 2.238 entidades e, no fim de 2017 (último ano a ser apurado o emprego), o número de postos de trabalho diretos no âmbito dos 3 setores de atividade do CINM era de 2.986.

Sem comentários