728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Movimento portuário — 2.ª feira, 4 de março

No seu cantinho preferido do cais norte, o Marella Dream volta hoje a estar entre nós.
(Foto: Eugénio Camacho)
Nesta 2.ª feira, 4 de março, o porto do Funchal recebe os seus habituais visitantes semanais na época de outono/inverno, o Marella Dream e o AIDAnova, juntando-se ao Mein Schiff 2 que, pelas 14h00, rumará a San Sebastian de La Gomera (Canárias).

Por: Paulo Gilberto Camacho

Às 08h00 o Marella Dream faz acostagem ao cais norte, proveniente de Santa Cruz de La Palma (Canárias). Pelas 20h00 soltará amarras para prosseguir o seu cruzeiro rumo a Agadir (Marrocos). A Ferraz detém o seu agenciamento.
O Marella Dream é propriedade da TUI - UK desloca 54.763t de arqueação bruta e mede 243,23m de comprimento por 29,73m de boca (largura). O seu calado situa-se nos 7,3m. Construído nos estaleiros Meyer Werft, Papenburg, Alemanha, entrou ao serviço em 1986 ostentando o nome de Homeric. Mais tarde passou a chamar-se Westerdam, Costa Europa (bem nosso conhecido quando operava para a Costa Crociere) e Thomson Dream, antes de entrar, recentemente, ao serviço da Marella Cruises. Navega com bandeira de Malta.
Imponente e belo, o AIDAnova fará escala com pernoita na Pontinha.
(Foto: João Firmino Sousa)
O AIDAnova, chega ao Funchal por volta das 13h00, fazendo amarração ao cais sul da Pontinha. Procedente de Las Palmas de Gran Canaria e agenciado por Blatas, Lda., a sua estadia com pernoita prolongar-se-á até às 10h00 do dia seguinte, rumando depois a Santa Cruz de Tenerife (Canárias).

O AIDAnova foi construído nos estaleiros Meyer Werft - Papenburg, Alemanha e entrou ao serviço no final de 2018. Com capacidade para 6.600 passageiros, desloca 183.200t de peso bruto, mede 337m de comprimento por 42m de boca (largura), num total de 54m. O seu calado situa-se nos 8,5m. É o primeiro navio da classe Aida Helios, sendo também o primeiro navio de cruzeiro em todo o mundo que pode ser operado com gás natural liquefeito de baixa emissão (GNL) tanto no porto quanto no mar. Navega com bandeira italiana e opera para a Aida Cruises.
Procedente de Lisboa, o Funchalense 5 chega hoje ao Caniçal.
(Foto: Arquivo ENM)
No porto comercial do Caniçal, por sua vez, o Funchalense 5 chega por volta das 07h15, atracando ao cais norte. Traz carga de Lisboa e, pelas 16h59 de amanhã rumará a Leixões. Está agenciado pela PMAR Navegação.

O Funchalense 5, pertencente à Empresa de Navegação Madeirense, é um navio de carga geral construído em 2009/2010 que navega com bandeira portuguesa. Desloca 7.532t de peso bruto, 8.279t de peso morto e mede 126,78m de comprimento por 20,49m de boca (largura) e o seu rascunho actual é de 7,4m.
O Monte Brasil amarra ao cais sul com carga de Ponta Delgada (S. Miguel, Açores).
(Foto: Arquivo APRAM)
No cais sul do Caniçal, por outro lado, o Monte Brasil que traz carga de Ponta Delgada (S. Miguel, Açores), faz a sua acostagem. Pelas 22h00 deverá rumar a Lisboa e estará agenciado por Transinsular-Madeira, Lda.

O Monte Brasil é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1994 e que navega com bandeira da Madeira. Desloca 7.039t de peso bruto e 8.450t de peso morto. Mede 126m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 5,7m.
O Monte da Guia chega hoje ao Caniçal com carga de Leixões.
(Foto: MarineTraffic)

Com acostagem ao cais norte do Caniçal marcada para as 16h00, o Monte da Guia chega com carga de Leixões. A sua operação de carga/descarga deverá prolongar-se até às 23h59 do dia seguinte. Agenciado por Transinsular-Madeira, Lda., rumará depois a Lisboa.
O Monte da Guia é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1995 e que navega com bandeira da Madeira, pois está registado no MAR. Desloca 7.039t de peso bruto, 3.867t de peso líquido e 8.846t de peso morto. Mede 127m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 7,3m.

Sem comentários