728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Movimento portuário — 2.ª feira, 4 de fevereiro

O Marella Dream continua amarrado ao cais norte até às 20h00 de hoje.
(Foto: Eugénio Camacho)
O porto do Funchal conta nesta 2.ª feira, 4 de fevereiro, além da presença do Marella Dream até às 20h00, com o AIDAnova e o iate de luxo motorizado Symphony, enquanto que em fundeadouro estará por algumas horas o veleiro norueguês Statsraad Lehmkuhl.

Por: Paulo Gilberto Camacho

Como atrás referimos, o Marella Dream que ontem amarrou ao cais norte pelas 16h45, vindo de Las Palmas de Gran Canaria, soltará amarras por volta das 20h00 para rumar a Agadir (Marrocos). Está agenciado pela Ferraz. 
Do seu perfil demos conta, ontem, neste mesmo espaço informativo.
Toda a imponência do AIDAnova domina o cais sul da Pontinha nesta 2.ª feira.
(Foto: João Firmino Sousa)
Ainda de madrugada, pelas 05h00, o AIDAnova atraca ao cais sul para uma escala até às 23h59. Com agenciamento garantido pela Blatas, Lda, o navio que vem de Las Palmas de Gran Canaria, regressará ao arquipélago canário mas, desta feita, a Arrecife de Lanzarote.

De realçar que pela manhã, nesta sua escala pelo Funchal, está agendada uma visita a bordo de um grupo de sócios do Clube Entusiastas de Navios (CEN).
O AIDAnova foi construído nos estaleiros Meyer Werft - Papenburg, Alemanha e entrou ao serviço no final de 2018. Com capacidade para 6.600 passageiros, desloca 183.200t de peso bruto, mede 337m de comprimento por 42m de boca (largura), num total de 54m. O seu calado situa-se nos 8,5m. É o primeiro navio da classe Aida Helios, sendo o primeiro navio de cruzeiro em todo o mundo que pode ser operado com gás natural liquefeito de baixa emissão (GNL) tanto no porto quanto no mar. Navega com bandeira italiana e opera para a Aida Cruises.
Numa curta escala pela baía do Funchal, o Statsraad Lehmkuhl ficará em fundeadouro.
(Foto: DR)
Pelas 07h30 chega à baía do Funchal o veleiro norueguês Statsraad Lehmkuhl onde se manterá em fundeadouro até às 11h30. Estará agenciado por Blatas, Lda. Vem de Bergen (Noruega) e ruma a Santa Cruz de Tenerife (Canárias).

O Statsraad Lehmkuhl é um veleiro de três mastros possuído e operado pela fundação norueguesa Statsraad Lehmkuhl. Desloca 1.516t de peso bruto, mede 98m de comprimento (de fora a fora) por 12,60m de boca (largura) e 5,20m de calado. Encontra-se baseado em Bergen, Noruega, e é utilizado para várias finalidades, incluindo a de navio-escola para a Marinha Real da Noruega.
Foi construído em Bremerhaven, em 1914, como um navio de treino para a marinha mercante alemã sob nome Grossherzog Friedrich August.
Após a Primeira Guerra Mundial foi tomado como despojo de guerra pela Inglaterra e, em 1921, foi adquirido pelo ministro norueguês Kristofer Diedrich Lehmkuhl.
Em 1978 o veleiro foi doado à fundação Statsraad Lehmkuhl. 
O espectacular superiate Symphony numa anterior escala pelo Funchal.
(Foto: Arquivo APRAM)
Igualmente às 07h30, dá entrada no porto do Funchal o superiate de luxo Symphony, procedente de Philipsburg (St. Maarten, Antilhas Holandesas), que amarra ao cais sul da Pontinha. Agenciado por Funchal-Marítma, soltará amaras cerca das 17h00, para depois rumar a Amesterdão (Holanda).

O Symphony foi o maior iate construído pela Feadship (Holanda) tendo sido lançado à água no ano de 2015 e mede 101,5m de comprimento por 14m de boca (largura) e 1,9m de calado. Desloca 3.000t de peso bruto, tem uma tripulação de 36 pessoas e é pertença de Bernard Arnault.
Com carga vinda de Ponta Delgada (Açores) é esperado no Caniçal o Monte Brasil.
(Foto: Arquivo APRAM)
No porto comercial do Caniçal, por sua vez, o Monte Brasil chega de Ponta Delgada (S. Miguel, Açores) cerca das 07h00. Agenciado pela Transinsular-Madeira, Lda., o navio largará rumo a Lisboa quando forem 17h00.

O Monte Brasil é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1994 e que navega com bandeira da Madeira. Desloca 7.039t de peso bruto e 8.450t de peso morto. Mede 126m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 5,7m.
Procedente de Setúbal, o cimenteiro Roaz chega ao terminal dos Socorridos pelas 16h00.
(Foto: Arquivo APRAM)

Por fim, o cimenteiro Roaz deverá chegar ao terminal dos Socorridos pelas 16h00. Vindo de Setúbal e agenciado por Transinsular-Madeira, Lda., deverá regressar ao porto de origem pelas 20h00 do dia seguinte.
O Roaz é um navio cimenteiro português registado no MAR (Madeira) que desloca 2.169t de peso bruto, mede 82m de comprimento por 13m de boca (largura), tendo sido lançado à água em 1991. O seu calado actual é de 5,7m.

Sem comentários