728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Movimento portuário — 5.ª feira, 6 de setembro

O Mein Schiff 1 (Novo) faz hoje a sua escala inaugural no Funchal, procedente de Lisboa.
(Foto: DR)
Agora sim, podemos dizer que a partir de hoje, 6 de setembro, o porto do Funchal volta a receber, com a frequência que lhe é conhecida, os navios de cruzeiro na época outono/inverno que se prolonga até meados de maio do próximo ano. Isto porque já hoje temos dois navios de cruzeiro: o Mein Schiff 1 e o Sirena.

Por: Paulo Gilberto Camacho

O Mein Schiff 1 (Novo) em escala inaugural amarra ao cais sul da Pontinha, pelas 06h00, procedente de Lisboa. Agenciado por JFM Shipping, Lda., o navio prolongará a sua estadia até às 18h00, rumando depois a Santa Cruz de Tenerife (Canárias). Durante a sua permanência na Pontinha, e dado ser uma escala inaugural, haverá ocasião para troca de crestas entre o comandante do navio e o presidente do Clube Entusiastas de Navios, assim como um convívio com entidades marítimas, agentes de viagens e outros convidados.
Este navio construído em 2018 nos estaleiros finlandeses Meyer Turku, desloca 111.554 tons de peso bruto e mede 315,70m de comprimento por 35,8m de boca (largura) e 8,05m de calado. Navega com bandeira de Malta e tem como irmão o Mein Schiff 2 a ser lançado à água no início do próximo ano de 2019. Opera para a Tui Cruises.
O Sirena que é procedente de Málaga, rumará a St. George’s (Granada) pelas 18h00.
(Foto: Francisco Correia)
Depois, pelas 09h00, outro navio do mesmo agente JFM Shipping, Lda. amarra também no cais sul da Pontinha. Trata-se do Sirena que vem de Málaga (Andaluzia, Espanha). Igualmente tem saída marcada para as 18h00, rumando depois a St. George’s (capital de Granada).
Tendo entrado ao serviço no ano de 1999, este navio que opera para a Oceania Cruises - USA, desloca 30.277 tons de peso bruto, mede 180,95m de comprimento por 25,46m de boca (largura) e 5,9m de calado. Foi construído nos estaleiros franceses Chantiers de l’Atlantique e navega com bandeira das Ilhas Marshall.

Sem comentários