728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Conferência Smart Cities Tour no Funchal na próxima sexta

A cidade do Funchal é uma das sete do País que integra o Smart Cities Tour 2018
📷  Paulo Camacho  📷
É já na próxima sexta-feira que o Funchal vai acolher a conferência “Smart Cities Tour 2018”, que está a percorrer o país ao longo de três meses, com o objetivo de sentir o pulso das Cidades Inteligentes em Portugal. O anfitrião será, por isso, a Câmara Municipal do Funchal.

por Paulo Camacho

O “Smart Cities Tour 2018” é uma iniciativa de âmbito nacional, da responsabilidade da Associação Nacional de Municípios Portugueses e da Universidade Nova de Lisboa, através da Nova IMS – Information Management School, que contará ainda com o apoio da Altice (ex-Meo), dos CTT e da Fundação AIP.
O Funchal foi um dos 7 municípios escolhido para integrar o projeto que envolve as forças vivas de cada território, a Academia e as empresas, no sentido de dar a conhecer os principais desafios e os melhores projetos que os municípios da rede têm desenvolvido nas diferentes dimensões em causa.

Entradas livres

Assim, no próximo dia 16 de março, a Reitoria da Universidade da Madeira (Colégio dos Jesuítas) vai acolher o evento que tem a Câmara Municipal do Funchal como agente central, sendo o Turismo o grande tema que coube à capital da Região.
As entradas são livres, mas sujeitas a inscrição através deste link.
O presidente Câmara Municipal do Funchal, regista o que tem sido feito, mas mostra-se ambicioso para o que se segue: Paulo Cafôfo refere que hoje em dia, “a partilha de informação é fundamental”. Daí “a importância de continuarmos na vanguarda da discussão destes temas, como fizemos tão bem no ano passado, com a 1ª edição do Smart Funchal e, como faremos agora, com esta demonstração de confiança no nosso trabalho da parte da ANMP, da Universidade Nova e dos demais parceiros de renome envolvidos”.

Transformar a cidade
Paulo Cafôfo, ao centro, acompanhado pelo vice-presidente da CMF, Miguel Silva Gouveia
📷  CMF  📷
Sublinha que o atual Executivo definiu, desde o mandato anterior, “um compromisso estratégico com a progressiva transformação do Funchal numa Cidade Inteligente, que pudesse responder aos desafios do futuro, colocando a tecnologia ao serviço das pessoas e do seu bem-estar. O Funchal tornou-se, desde então, numa das autarquias portuguesas que mais tem apostado na modernização de procedimentos no serviço prestado, não só aos munícipes, mas a todos aqueles que nos visitam, com um trabalho substancial em termos de Modernização Administrativa, Participação, Inovação e Sustentabilidade. Este é mais um reconhecimento disso mesmo”.
Paulo Cafôfo recorda, para o efeito, a Loja do Munícipe como a maior referência deste trabalho, mas acrescenta, ainda, a criação de ferramentas como o Funchal Alerta, para reporte de ocorrências, do JiTT.Travel Funchal, como roteiro turístico, o investimento em acessibilidade e inclusão culturais ou a instalação de carregadores para smartphones nas paragens de autocarro da Baixa da cidade.

Trabalhos começam às 9h30

No Funchal, ao longo de todo o dia na próxima sexta-feira, com a receção agendada para as 9h00 e início dos trabalhos às 9h30, que se prolongam até as 17h00, serão debatidos temas como: atração de turistas e novos modelos de publicidade; Realidade aumentada; Dados abertos; Indução de novas visitas; Plataformas de gestão; Transparência; Legislação; Indicadores e métricas.
A sessão de abertura vai contar com o Coordenador da Smart Cities Tour 2018, Miguel de Castro Neto (NOVA IMS), e ainda com o Vice-Presidente da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, António Almeida Henriques, e o Vice-Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia.

Painéis

O 1.º painel será, por sua vez, composto pelos representantes dos parceiros do evento, nomeadamente a Altice, os CTT e a Fundação AIP.
À tarde, os oradores convidados pela Câmara Municipal do Funchal serão, então, Nuno Nunes (M-ITI – Madeira Interactive Technologies Institute), José Luís Sousa (ACIN iCLOUD Solutions), Valentina Nisi (M-ITI), Susana Gonzaga (Universidade da Madeira), César Rosa (Diretor do Departamento de Modernização Administrativa da CMF) e Raquel Brazão (Diretora do Departamento de Economia e Cultura da CMF).

Sem comentários