728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

SDM enaltece trabalho de casa para crescente reconhecimento do MAR

O MAR ganha cada vez mais credibilidade o que contribui para a sua afirmação crescente
Para além do contínuo aumento do número de navios registados na Madeira, há um conjunto de outros sucessos alcançados pelo Registo Internacional de Navios da Madeira (MAR) no último ano que merecem realce. Isto porque no fim de 2017, os navios de pavilhão português foram incluídos pela primeira vez no Índice Qualship 21 da Guarda Costeira dos EUA, com o contributo do MAR, como sublinhou a própria Guarda Costeira Americana ao apontar a idade e a qualidade dos seus navios como fatores decisivos para a entrada do pavilhão português no índice americano.

por Paulo Camacho

A outro nível, no campo da segurança e da qualidade da sua frota, realce também para a nota positiva atribuída pelo Comité do Memorandum (MOU) de Paris ao Registo Internacional de Navios da Madeira no quadro da avaliação à performance dos registos de navios a nível mundial, integrando-o, a exemplo do ano passado, na Lista Branca.
Em suma, este conjunto de notícias são uma demonstração inequívoca dos contributos do Registo Internacional de Navios da Madeira (MAR) para o sector do shipping em Portugal, na medida em que a esmagadora maioria dos navios da marinha mercante de pavilhão português estão registados no MAR.

Do ponto de vista da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira, a empresa concessionário do Centro Internacional de Negócios da Madeira, onde consta o MAR, estas realidades, a par da inclusão de navios neste registo, são indicadores que sublinham o trabalho que tem sido feito no sentido de aumentar a credibilidade do MAR e a sua competitividade internacional, bem como prova de que este registo português é capaz de ombrear com os maiores registos europeus e mundiais.

Sem comentários