728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Madeirenses são 15% do mercado nacional da MSC Cruzeiros

Eduardo Cabrita nutre um gosto especial pela Madeira e muito tem lutado para voltar a trazer os embarques e desembarques
(foto Paulo Camacho)
O diretor geral da MSC Cruzeiros nunca escondeu que deseja voltar a colocar o Porto do Funchal no mapa dos embarques e desembarques da companhia, tal como já aconteceu com maior regularidade há poucos anos. Eduardo Cabrita, que ontem esteve na Madeira por ocasião da escala inaugural do MSC Seaside no principal porto do arquipélago, admitiu, no entanto, que essa realidade não deverá acontecer tão cedo, pese embora a companhia seja europeia e dê grande enfoque às rotas internas, sem descurar as apostas noutras áreas geográficas.

por Paulo Camacho

Os espaços exteriores do MSC Seaside são muito generosos e seu ponto forte
(foto Paulo Camacho)
No entanto, confidenciou que o mercado madeirense tem um grande apetite para fazer cruzeiros, traduzindo em cerca de 15% do mercado nacional nas vendas da MSC Cruzeiros em Portugal para viagens nos navios da companhia por esse mundo fora. Eduardo Cabrita afirmou que espera fechar o ano com 22 mil a 23 mil passageiros no país, que traduzem cerca de 41% de quota de mercado nacional.  
Em relação ao navio que ontem não passou despercebido na escala que fez ao Funchal, constituiu uma oportunidade única para os residentes da Madeira e para muitos turistas testemunharem o MSC Seaside e todo o encanto. Um navio que é mais um marco fundamental na estratégia da companhia para aumentar ainda mais a sua presença global e que é mais um passo no plano de investimento sem precedentes para acelerar significativamente o crescimento nos próximos anos.
Estivemos a bordo e ainda se sentia o cheiro a novo. Aliás, a viagem transatlântica vai servir para afinar ainda alguns apontamentos do navio que acabou de sair de fábrica.
De uma visita rápida que fizemos, que não é a melhor forma para traduzir uma opinião mais sustentada, podemos dizer que sobressaem realmente os amplos espaços exteriores. O interior apresenta a sua graciosidade mas não será dos mais brilhantes em matéria de apontamentos de realce num navio de cruzeiros, sem descurar os que existem, efetivamente, como é o caso da entrada principal com aquele painel aquele atravessa vários decks. Até porque se cresce por fora tem de encolher por dentro.

Criado para experiências únicas

A escala na Madeira foi inaugural para o MSC Seaside que não tem prevista qualquer passagem pela ilha novamente
(foto Paulo Camacho)
De passagem pela Madeira, o paquete de linhas arrojadas vai estar a realizar a sua temporada inaugural nas Caraíbas e as sequentes. Aliás, foi criado especificamente para navegar em locais quentes. A sua arquitetura inspirada nos condomínios de Miami, e os andares com  nomes de lugares de praias, dizem tudo a esse respeito.
O MSC Seaside é o segundo de 12 novos navios de próxima geração que serão construídos nos próximos 9 anos. Trajeto que permitirá à companhia duplicar a frota e praticamente triplicar o número de passageiros até 2026.
Eduardo Cabrita afirmou que o MSC Seaside foi criado especificamente para proporcionar aos viajantes uma experiência única a bordo nas regiões mais quentes, “disponibilizando um dos mais altos rácios de espaços exteriores na indústria, para que os viajantes possam desfrutar de uma vasta gama de atividades ao ar livre tais como jantar e tomar uma bebida al fresco, passear ao longo da magnífica promenade ou simplesmente descontrair e aproveitar as maravilhosas vistas de mar na privacidade de um dos muitos camarotes com varanda disponíveis”. Complementa que o navio “desafia os limites da tecnologia marítima e centrada no cliente e vai certamente elevar o conceito de férias a bordo de um cruzeiro a um nível superior”.

Navio das inovações

Um pouco por todo o lado existem esperguiçadeiras para os viajantes descontrairem ao sol
(foto Paulo Camacho)
O navio, com 323 metros de comprimento, transporta para o mar algumas das mais recentes inovações e foi criado para proporcionar uma experiência única, indo ao encontro das necessidades dos viajantes de hoje e dos anos que estão para vir.
Sendo um dos navios mais avançados tecnologicamente no mar, dispõe de caraterísticas únicas destinadas a reduzir o impacto ambiental das suas operações, incluindo a tecnologia mais recente de limpeza de gases de escape para atender aos restritos regulamentos nos portos e nas áreas operacionais.
Todos os elementos do MSC Seaside foram criados para aproximar os viajantes do mar como nunca antes, com caraterísticas de design únicas e especiais, entre as quais, uma promenade de 360º ao nível do mar, elevadores panorâmicos em vidro, uma ponte no deck superior com 40 metros de altura de cortar a respiração, e, com 76% dos camarotes posicionados do lado de fora do navio, os viajantes nunca estarão longe de uma vista, ou simplesmente, do mar.

MSC Yacht Club reforçado

O MSC Seaside traz à vida os elementos distintivos de uma experiência MSC Cruises. Uma extensa variedade de alojamento confortável vai satisfazer as diferentes necessidades de uma ampla gama de viajantes, incluindo majestosas suites de canto como parte de um design de condomínio de praia único, camarotes flexíveis e modulares criados para famílias e grupos de até 10 pessoas, bem como uma coleção de camarotes com varanda exclusivos com terraço privado e vista para a promenade.
Para além disso, o MSC Yacht Club foi elevado a um nível superior. Localizado nos prestigiantes decks cimeiros do navio, com um sun deck privado com 1.600m2, um restaurante e lounge privados, este conceito de navio dentro de um navio inicialmente introduzido pela MSC Cruises foi agora alargado a três decks e disponibiliza dois apartamentos suites com uma sala e uma grande varanda com área de refeição e jacuzzi privado.

Gastronomia e entretenimento

O entretenimento não foi descurado
(foto Paulo Camacho)
A experiência gastronómica foi criada para inspirar e deliciar com uma vasta escolha de cozinhas mediterrânicas e Internacionais servidas em 11 espaços de refeições diferentes incluindo cinco restaurantes de especialidade. Entre os quais, o restaurante pan-asiático criado em parceria com o chef mundialmente famoso Roy Yamaguchi e ainda dois buffets servindo refeições 20 horas por dia, incluindo um concebido especialmente para famílias.
O entretenimento a bordo, outra caraterística premiada da oferta MSC Cruises, tem disponível diversão para todas as idades e inclui um teatro com 934 lugares, oferecendo quatro espectáculos todas as noites.
Para além disso, o parque aquático interativo com quatro emocionantes escorregas proporciona horas de diversão para toda a família, enquanto a tirolesa de 120 metros apaixona os mais aventureiros. E a piscina é o local perfeito para os viajantes que procuram descontrair e aproveitar o sol a bordo.
Com 153.516 GRT de arqueação bruta e capacidade para 5.119 passageiros, o MSC Seaside é o segundo mega navio de próxima geração da frota MSC Cruises e o primeiro a ser entregue pela Fincantieri.
O MSC Seaside é o primeiro de dois navios idênticos da Classe Seaside. O seu navio irmão – o MSC Seaview – está previsto começar a navegar em junho de 2018 e ficará a realizar cruzeiros pelo Mediterrâneo, enquanto um terceiro e quarto – a evolução – os navios da Classe Seaside-Evo, serão entregues em 2021 e 2023 respetivamente.

A reter
A entrada do MSC Seaside não passa despercebida
(foto Paulo Camacho)

Entrada ao serviço
29 Novembro 2017

Arqueação bruta
153,516 GRT

Número de passageiros
5.119

Número de tripulantes
1.413

Número de camarotes
2.067

Comprimento/Boca/Altura:
323.3m/41m/72m

Velocidade máxima
21.3 nós

Percentagem de camarotes vista mar/varandas
76%

A MSC Cruises

A MSC Cruises é a companhia de cruzeiros número um na Europa, incluindo Portugal, e América do Sul e navega durante todo o ano no Mediterrâneo e nas Caraíbas.
Oferece ainda uma vasta gama de itinerários sazonais no norte da Europa, no Oceano Atlântico, Cuba e nas Antilhas Francesas, América do Sul, Sul de África, bem como em Abu Dhabi, Dubai e Sir Bani Yas.
Em 2014 a companhia lançou um plano de investimento destinado a apoiar a 2.ª fase do seu crescimento que consiste na construção de dois navios da geração Meraviglia e dois da geração Seaside (com opção para um terceiro) e em Fevereiro de 2016 confirmou as opções existentes para construir mais dois navios Meraviglia Plus, com uma capacidade ainda maior.
Em abril de 2016 o investimento aumentou para €9 mil milhões com o anúncio de uma carta de intenções para construir quatro novos navios, cada um deles com tecnologia de última geração movidos a gás natural liquefeito (LNG).
Em novembro de 2017 a companhia confirmou a reserva de um slot em 2021 e assegurou um segundo slot em 2023 para dois navios Seaside Evo, aumentando o total de investimento para €10 mil milhões.
A MSC Cruises é a primeira companhia de cruzeiros mundial a desenvolver um plano de investimento desta dimensão e magnitude, que entre 2017 e 2020 terá já a navegar seis novos navios.
A experiência MSC Cruises personifica o lado elegante do Mediterrâneo criando emoções únicas e inesquecíveis para os passageiros, permitindo a descoberta de culturas, belezas e sabores do mundo.

A frota

A MSC Cruises sente uma grande responsabilidade pelo ambiente do qual faz parte e foi a primeira companhia do mundo a receber o prémio “7 Golden Pearls” (7 Pérolas Douradas), atribuída pelo Bureau Veritas, em reconhecimento ao seu alto nível de gestão de qualidade e protecção ambiental.
Em 2009 estabeleceu uma duradoura parceria com a UNICEF destinada a apoiar vários programas de modo a assistir crianças por todo o mundo. Até aos dias de hoje, angariou já mais de €7 milhões em donativos de passageiros.

Sem comentários