728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Il Gallo d'Oro sobe 200 lugares na lista dos 1.000 melhores do mundo

O restaurante Il Gallo d'Oro continua a fazer a diferença na oferta gastronómica mundial
(foto PortoBay)
O Il Gallo d’Oro, no hotel The Cliff Bay, no Funchal, deu um salto de gigante nos 1.000 restaurantes de todo o mundo que constam de La Liste 2018, elaborada com base na compilação de centenas de guias e milhões de avaliações online. Por isso mesmo, oferece a melhor seleção global de restaurantes, escolhida a dedo por críticos de alimentos e guias especializados. São 550 guias de 165 países e milhões de comentários.

por Paulo Camacho

Na extensa lista que não está numerada e que, por isso mesmo, exige uma contagem para saber exatamente em que lugar estão os restaurantes, o 2 estrelas Michelin madeirense subiu cerca de 200 lugares ao passar de 373.º lugar em 2017 para 174.º na lista de 2018. Este ano, à frente do Il Gallo d’Oro em matéria de restaurantes portugueses na lista apenas continua o The Ocean, em Porches, Algarve, que passou de 101.º o ano passado para 64.º lugar na lista deste ano.
O Chef Benoît Sinthon afastou três restaurantes portugueses da sua frente
(foto PortoBay)
Os outros três restaurantes que o ano passado figuravam à frente do restaurado liderado pelo Chef Benoît Sinthon: o Belcanto, em Lisboa, o Vila Joya, em Albufeira, Algarve, e o Fortaleza do Guincho, em Cascais não fazem mais sombra.
Há ainda a referir que enquanto o The Ocean passou de uma classificação o ano passado de 96% para 97.50% este ano, o ganho efetivo do Il Gallo d’Oro, embora menos volumoso, foi superior ao passar de 90,25% para 95% na lista de 2018.

Uma nota final para referir que o primeiro restaurante em La Liste continua a ser o Guy Savoy, em Paris, França, com 99,75% (igual ao ano passado). Seguem-se os restaurantes Le Bernardin, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, com 99,5% (igual ao ano passado), que sobe do 3.º lugar de 2017, e o Kyubey, no Japão, com 99,50%, que era 6.º o ano passado com 99,25%.

Sem comentários