728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Governo quer todos pela Excelência

CDE - Excelência

Nada acabou. Vamos continuar a trabalhar em conjunto. As palavras foram proferidas ontem por Conceição Estudante, secretária regional do Turismo e Transportes, durante a apresentação pública do relatório sobre o destino Madeira. Um relatório elaborado pelo Centro Mundial de Excelência de Destinos (CED) da Organização Mundial de Turismo, através do Sistema de Medição de Excelência de Destinos.

Depois de um relatório preliminar, a Madeira acaba de receber o final que atesta o que a governante pretendia ver reconhecido por uma entidade independente.
Conceição Estudante refere que a partir de agora, o destino e todos os agentes, quer privados quer públicos, poderão passar a utilizar este “certificado” internacional” que vem atestar a Excelência do destino Madeira.
Não obstante, deixa claro que não se trata de um produto acabado porque, conforme sublinhou, além de exigir uma atenção redobrada para a manutenção dos padrões que atestam este patamar, vai implicar o trabalho durante quatro anos de todos no sentido de melhorar o que o relatório aponta como menos favorável, assim como de sugestões que apontem para que a excelência atinja o máximo.
Na realidade, os resultados apontam 15 itens padrão, com os quais foi classificado o destino. Destes, 6 têm performance excelente. Outros 6 são de alta performance. E 3 são de média performance.
Só por aqui se vê que há trabalho de casa a fazer. Um trabalho que Conceição Estudante evidenciou que vai exigir o início de contactos entre todos os intervenientes no turismo da região autónoma no sentido de analisar detalhadamente o relatório apresentado ontem pelo professor César Castañeda, director de operações do CED.
A secretária regional diz que é tempo de todos olharem para o relatório, que passa a estar online no site do Turismo da Madeira, e ver a melhor forma de corrigir o que for necessário. Admite que não será fácil uma abordagem global imediata pelo que acentua a necessidade do estabelecimento de hierarquias para que, aos poucos, se conquistem etapas e tenhamos um destino cada vez mais excelente.
No decorrer da apresentação que decorreu no Auditório do Museu da Casa da Luz, a governante não quis deixar de sublinhar as presenças de cinco presidentes de câmaras municipais da Madeira. Concretamente de Santa Cruz, Machico, Santana, São Vicente e Porto Moniz. Isto porque, sublinhou, “as câmaras municipais são muito importantes na consolidação do destino”.
Uma nota ainda para referir o elogio que Conceição Estudante fez a Paulo Faria, que antecedeu no cargo Raquel França na Direcção Regional de Turismo. Sublinhou que foi o agora técnico do Tribunal de Contas em Estrasburgo, que se apercebeu desta janela de oportunidade de atestar internacionalmente o destino por um entidade idónea o que já se reconhecia mas que não se “medira” com parâmetros internacionais.

Os pontos fortes,
os pontos bons
e os pontos médios da Madeira

O professor César Catañeda, director de operações do Centro Mundial de Excelência de Destinos apresentou ontem um resumo, durante cerca de uma hora, do relatório final elaborado pela instituição, que atestou que a Madeira é um destino de excelência.
Os resultados apontam 15 itens padrão, com os quais foi classificado o destino. Destes, 6 têm performance excelente. Outros 6 são de alta performance. E, 3 são de média performance.
No primeiro, performance excelente, constam “Montanha e Paisagem”, “Segurança”, “Acomodação”, “Cultura e tradição”, “Compras” e “Mergulho”.
No segundo item, alta performance, constam “Ambiente e Paisagem”, “Transportes”, Estrutura”, “Informação e Boas-vindas”,” Saúde e Spa” e “Serviços de suporte”.
Finalmente, com uma performance média, apresenta “Marketing e vendas”, “Comidas e bebidas” e “Praias”.
Em todos apresenta os pontos fortes e aponta sugestões para aperfeiçoá-los.

Sem comentários