728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Operadores têm de fazer up-grade do destino Madeira

O mercado finlandês cresceu 30% para a Madeira
(foto: Pixabay)
Vlasta Siponnen, presidente da Associação de Agentes de Viagens Finlandeses que ontem realizou na Madeira uma das suas duas reuniões anuais, disse ser importante que os operadores turísticos conheçam “in loco” a Madeira para poderem fazer um “up-grade” do destino. Na prática, para que não vendam um destino que evolui e que é comercializado como se tivesse parado no tempo.
Maravilhada com a recepção do Turismo da Madeira no domingoque a impulsionou mesmo a considerar trazer à ilha os cinco milhões de conterrâneos, ontem, na abertura, reconheceu ter descido à terra, ciente que a tarefa seria difícil num país que comercializa uma média de um milhão de pacotes turísticos por ano.

Contudo, na presença de Conceição Estudante e de Bernardo Trindade, secretária regional do Turismo e Transportes e do secretário de Estado do Turismo, respectivamente, Vlasta Spiponnen, recordou que a Madeira constitui um dos destinos de topo da Finlândia. Além disso diz que a nova ligação da TAP entre Lisboa e Helsínquia, a iniciar no próximo dia 10 de Junho, e a realizar cinco vezes por semana, irá contribuir para o incremento dos fluxos turísticos que poderão utilizar o “hub” de Lisboa para chegar à Madeira.
Pela parte da governante madeirense, recordou, à margem do evento, que decorreu durante todo o dia de ontem no Pestana Grand Hotel, que a operação com o mercado finlandês é estável e decorre durante o ano inteiro. Uma realidade que a satisfaz mas que quer ver subir para recuperar até patamares anteriores. Adiante-se que já o ano passado o mercado finlandês cresceu na Madeira cerca de 30% em relação a 2007.
Para o efeito, disse ser muito importante ter na região autónoma os cerca de 100 congressistas finlandeses porque, em seu entender, possibilita um incremento no conhecimento (o tal “in loco”) das duas ilhas (vão hoje ao Porto Santo no Lobo Marinho, que trocou a viagem de descanso para amanhã). Uma oportunidade ainda para identificar novos produtos, levar novas ideias e criar novas formas de abordar o mercado que se traduzam, na sua essência, na venda do destino aos finlandeses.
Depois de os ter recebido no domingo, a governante disse ter tido a percepção que, pese embora, para muitos, esta seja a primeira vez que estejam na Madeira, sentiu uma vontade de redescoberta do produto e de fazer que seja ainda mais bem comercializado.

Em termos concretos, Conceição Estudante sublinha que existem bons indicadores para o próximo Verão. Diz que o período de contracção da economia do Outono/Inverno está a começar inverter no sentido do crescimento. Concretamente refere os números indidicados pelos finlandeses que, comparativamente a igual período do ano passado, quando as vendas se situavam nos 40 a 50%, este ano ano estão nos 70%. “É um bom sinal para a evolução que se espera”, acentua a governante.
Uma leitura que é reforçada pelo madeirense Oto Oliveira, director do Turismo de Portugal na Escandinávia. Presente igualmente no evento dos agentes de viagens finlandeses, e ele próprio o impulsionador da sua vinda para a Madeira (como seria reconhecido na abertura dos trabalhos por Vlasta Siponnen), salientou que tem sido dado grande apoio aos operadores turísticos, na ordem dos 50% para as campanhas de promoção, para esbater os efeitos da crise. Mais adiantou que, como reflexo dessa intervenção, todos registam um crescimento na ordem dos dois dígitos.

Igualmente à margem do evento falou Bernardo Trindade. Reconhece também que existem boas perspectivas para o próximo Verão mas evidencia que estamos num momento da nossa vida que exige trabalho, dedicação e esforço. “É isso que estamos a fazer, aportando recursos avultados para nossa estrastégia de promoção”, acentuou afirmando que temos de começar a trabalhar o próximo Outono/Inverno com a mesma ambição e determinação para que esta actividade económica que cresceu muito nos últimos anos continue a manter a trajectória positiva.
Em relação ao que os dois governantes disseram na sessão de abertura aos atentos finlandeses que se encontravam na sala do sétimo andar do mais recente cinco estrelas do Grupo Pestana podemos evidenciar que Conceição Estudante procurou historiar a evolução da Região Autónoma da Madeira e a preocupação do destino em programar e preservar a sua riqueza diferenciadora.
Pela parte de Bernardo Tridnade, também ele madeirense, reforçou a dedicação que o Turismo de Portugal tem feito para contrariar os efeitos da crise, pelo que terminou dizendo que os congressistas podiam contar com todo o apoio institucional.

Sem comentários