728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Pestana diz quer Europa e América Latina

“As duas áreas em que queremos crescer são as capitais europeias, que faz parte do nosso master plan, e as capitais da América Latina”, afirma Dionísio Pestana, ao referir-se às apostas do grupo para a sua expansão internacional.

Este ano será inaugurado o seu primeiro hotel numa capital europeia, em Londres, e o grupo já anunciou a sua expansão para Miami, com abertura prevista para 2010 e Berlim, com abertura prevista para o primeiro trimestre de 2011.
Outros destinos estão “na mira” do grupo, entre os quais o Chile e a Colômbia, em relação aos quais Dionísio Pestana avançou que o grupo está a “fazer levantamentos de mercado e contactos”, mas “nada há ainda de concreto”, Panamá e Cuba.
Quanto a Cuba, Dionísio Pestana avançou que prosseguem conversações e tem a expectativa de “conseguir lá um projecto”. “Já [nos] propuseram uma propriedade, mas não era aquilo que queríamos”, confirmou o líder da rede hoteleira, que também reafirmou que o objectivo do grupo é começar por um resort de praia em Varadero.
“Mas temos estado em conversações, e esperamos conseguir lá um projecto”, prosseguiu Dionísio Pestana, que também salientou que neste caso a iniciativa “depende” das autoridades cubanas.
“Para começar, penso que é melhor começar com praia”, mas o grupo admite “avançar” com unidades também em outros destinos cubanos, como Havana, “dentro da nossa filosofia”.
Quanto ao Panamá, onde o grupo admitiu em 2008 estar a analisar possibilidades de investimentos, Dionísio Pestana, que já tinha explicado que houve uma oportunidade que não se concretizou, disse “ainda não haver nada de concreto”.

“Toda a gente gosta” da Pousada de Viseu
“Em dois anos ficou pronta e está a funcionar e toda a gente gosta”, sublinha Dionísio Pestana ao referir-se à Pousada de Viseu que foi inaugurada oficialmente na sexta-feira.
Primeira de uma “nova geração de pousadas”, como a descreve Dionísio Pestana, a Pousada de Viseu é actualmente a maior unidade da rede Pestana Pousadas.
Além do resultado final, Dionísio Pestana destaca ainda os prazos em que o processo evoluiu, designadamente no campo da sua aprovação.
“Normalmente demora sempre tempo, e eu tenho experiência disso”, começou por referir, para destacar: “aqui foi um sucesso. Em dois anos ficou pronta e está a funcionar e toda a gente gosta”.
“Só demonstra que é possível fazer isto em menos tempo”, comentou ainda Dionísio Pestana.

Sem comentários