728x90_Home_Active Campaign ]]> - - - -

últimas notícias

Presidente da Câmara do Funchal evidencia transparência

O presidente da Câmara Municipal do Funchal disse, ontem, que independentemente do processo de avaliação, quer do plano, quer do licenciamento, do hotel Savoy — que considerou um investimento muito importante para a Região — este «é um processo que decorreu e que vai continuar a decorrer com a maior transparência».
Tal como referiu, essa transparência será verificada em todos os aspectos. Primeiro, enunciou Miguel Albuquerque, a Câmara Municipal do Funchal não tem nada a esconder. Depois, este foi um projecto que foi devidamente acompanhado por todos os vereadores, de todos os partidos, os quais tiveram oportunidade de analisar o projecto exaustivamente.
Por outro lado, e sempre por uma questão de transparência, Miguel Albuquerque disse que «foi solicitada uma avaliação relativamente aos terrenos que vêm compensar a Câmara. Fizemos uma avaliação por três peritos independentes. Não era necessário nos termos da lei. Mas, para ficar tudo claro, fizemo-lo».
Miguel Albuquerque recordou ainda que há intenção por parte dos promotores de apresentarem publicamente a maquete deste projecto, «para que as pessoas possam ter uma ideia de como é que vai ser implantado e quais são as características desta unidade hoteleira».

Sem comentários