últimas notícias

Movimento portuário — 2.ª feira, 26 de novembro

O Marella Dream volta hoje a fazer acostagem ao  cais norte da Pontinha.
(Foto: Eugénio Camacho)
Nesta 2.ª feira, 26 de novembro, o porto do Funchal — além da presença do Star Breeze, amarrado desde ontem ao cais sul da Pontinha — recebe a escala semanal do Marella Dream. Para permanecer em fundeadouro na baía do Funchal, é esperado o superiate Le Grand Blue.

Por: Paulo Gilberto Camacho

O Marella Dream, proveniente de San Sebastian de La Gomera (Canárias), fará a sua acostagem ao cais norte da Pontinha pelas 08h00. Agenciado pela Ferraz, a sua estadia prolonga-se até às 20h00, rumando depois a Arrecife de Lanzarote (Canárias).
O Marella Dream é propriedade da TUI - UK desloca 54.763 tons de arqueação bruta e mede 243,23m de comprimento por 29,73m de boca (largura). O seu calado situa-se nos 7,3m. Construído nos estaleiros Meyer Werft, Papenburg, Alemanha, entrou ao serviço em 1986 ostentando o nome de Homeric. Mais tarde passou a chamar-se Westerdam, Costa Europa (bem nosso conhecido quando operava para a Costa Crociere) e Thomson Dream, antes de entrar, recentemente, ao serviço da Marella Cruises. Navega com bandeira de Malta.
O superiate Le Grand Blue vindo do alto mar, fará uma escala em fundeadouro, entre as 08h00 e as 17h00.
(Foto: MarineTraffic)
Igualmente, pelas 08h00, chega ao Funchal o superiate Le Grand Blue que permanecerá em fundeadouro na baía do Funchal. vem do alto mar e para lá regressará quando forem 17h00. Terá agenciamento garantido por Blatas, Lda.

O Le Grand Bleu é um dos maiores iates privados do mundo, com 114 metros de comprimento por 17,68m de boca (largura) e 4,6m de calado. Desloca 5.556 tons de peso bruto. Ele foi construída no estaleiro Bremer Vulkan, em Bremen, na Alemanha, e lançado em 2000. Foi projetado por Stefano Pastrovich e construído pela Kusch Yachts. Já foi pertença do célebre bilionário russo Roman Abramovich e, presentemente, é propriedade de Eugene Shvidler.
Como no início fizemos referência, o Star Breeze, amarrado desde ontem ao cais sul da Pontinha, zarpará rumo a Lisboa pelas 12h00. Está agenciado por Blatas, Lda.
O Funchalense 5 traz carga de Lisboa e depois irá reabastecer a ilha de Porto santo.
(Foto: Arquivo ENM)
No porto comercial do Caniçal, por sua vez, o Funchalense 5 faz acostagem ao cais norte cerca das 11h00. Traz carga de Lisboa e, pelas 16h59 de amanhã, rumará a Porto Santo para o abastecimento quinzenal à “ilha dourada”. Está agenciado por PMAR Navegação.

O Funchalense 5, pertencente à Empresa de Navegação Madeirense, é um navio de carga geral construído em 2009/2010 que navega com bandeira portuguesa. Desloca 7.532t de peso bruto, 8.279t de peso morto e mede 126,78m de comprimento por 20,49m de boca (largura) e o seu rascunho actual é de 7,4m. 
O Monte Brasil traz carga de Praia da Vitória (Terceira).
(Foto: Arquivo APRAM)
Pela tarde, às 15h30, o Monte Brasil amarra ao cais sul, proveniente de Praia da Vitória (Terceira, Açores). Pelas 23h59 largará rumo a Lisboa. Está agenciado por Transinsular-Madeira, Lda.

O Monte Brasil é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1994 e que navega com bandeira da Madeira. Desloca 7.039t de peso bruto e 8.450 tons de peso morto. Mede 126m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 5,7m.
O Monte da Guia chega ao Caniçal com carga de Leixões.
(Foto: MarineTraffic)

Logo a seguir, por volta das 16h00, outro navio agenciado pela Transinsular-Madeira, Lda., faz amarração no Caniçal, mas no cais norte: o Monte da Guia. Vem com carga de Leixões e pelas 23h59 de 3.ª feira regressará ao porto de origem.
O Monte da Guia é um porta-contentores português da Transinsular construído em 1995 e que navega com bandeira da Madeira, pois está registado no MAR. Desloca 7.039t de peso bruto, 3.867t de peso líquido e 8.846 tons de peso morto. Mede 127m de comprimento por 20m de boca (largura) e o seu calado actual é de 7,3m.

Sem comentários