últimas notícias

Ricardo Toscano Quarteto e Jazzmeia Horn esta noite no Funchal Jazz Festival

Jazzmeia Horn é a grande cabeça de cartaz deste 1.º dia
Aí está mais uma edição do Funchal Jazz Festival, com encontros marcados nas noites de hoje, amanhã e de sábado, no Parque Santa Catarina. Os entendidos dizem que este cartaz é dos mais ricos.

por Paulo Camacho
Este quarteto promete bons momentos de jazz no Parque de Santa Catrarina

O Funchal Jazz Festival abre hoje com o Ricardo Toscano Quarteto, no palco a partir das 21h30, com o recinto a abrir 1 horas antes. O quarteto é considerado uma das forças maiores do jazz português de hoje.
A organização do festival, que teve a sua primeira edição em 2000, então na Quinta Magnólia, refere que ainda que o jazz que o quarteto mais toca não seja propriamente o de hoje, “a tradição do jazz de John Coltrane, Cannonball Adderley, Miles Davis, Herbie Hancock ou Wayne Shorter dificilmente poderia estar mais bem representada entre nós do que por estes quatro jovens mestres do vocabulário do jazz”.
Complementa que o sucesso da fórmula “parece residir na crença de Ricardo Toscano, João Pedro Coelho, Romeu Tristão e João Pereira de que, se feita com tanto amor e de forma tão genuína, esta música pode ser tocada hoje sem jamais soar a museu, tantas vezes quantas venha a calhar”. Daí acentuar que uma das vezes em que tal vem a calhar “é exatamente a abrir os concertos do palco principal do Funchal Jazz Festival”.

Jazzmeia Horn fecha 1.º dia
A segunda e última atuação do dia tem hora marcada para as 23, com Jazzmeia Horn, a atual grande revelação do jazz.
Tem a particularidade de já ter sido premiada este ano pelos críticos da Jazz Times como “Best New Artist” e como “Up and Coming Musician of the Year” pela Jazz Journalists Association, tendo sido ainda nomeada para um Grammy.
A sua ascensão foi rápida. Em 2013, Jazzmeia Horn concorreu ao Sarah Vaughan International Jazz Vocal Competition, onde ganhou o 1.º lugar.
Em 2015, concorreu ao Thelonious Monk International Competition e voltou a vencer, o que lhe permitiu gravar para a Prestige/Concord o álbum Social Call, que foi de imediato nomeado para o Grammy de melhor álbum de jazz vocal.

Amanhã
Para amanhã, teremos em palco Vijay Iyer Sextet, às 21h30, e Billy Hart Quartet Feat. Joshua Redman, às 23h00.

E no sábado
No sábado, último dia do Funchal Jazz Festival, a noite vai ser preenchida com Holland/Hussian/Potter Trio, às 21h30 e com Jason Moran & The Bandwagon, às 23h00.
Refira-se que o estacionamento no centro comercial La Vie vai estar aberto nos dias do festival até às 03h00.
Os bilhetes estão à venda à entrada do Parque de Santa Catarina, , na Fnac Madeira Shopping (10h00 - 23h00) e nas lojas Remax Elite (10h00 - 18h00, hoje e amanhã, e 10h00 - 13h00, no sábado), no Funchal, na Rua Conselheiro José Silvestre Ribeiro, n.º 31, a oeste do Jardim Municipal, e na Ajuda, na Rua Vale da Ajuda, Bloco E, n.º 82.
A entrada para 1 dia custa 15€ e para os 3 dias são 30€. A entrada é livre para crianças até 12 anos, inclusivé.
​Uma última nota para referir que nos dias do Funchal Jazz Festival, logo após os concertos, haverá lugar a Jam Sessions no Scat Music Club & Restaurant, junto à praia do Gorgulho, no Funchal. Contará com André Santos & Ricardo Toscano Quinteto + Live drawing por Marco Fagundes Vasconcelos.

Sem comentários