últimas notícias

Movimento portuário — 2.ª feira, 5 de março

O AIDAprima chega ao Funchal aos primeiros minutos do dia, estendendo a sua permanência na Pontinha até às 23h58.
(Foto: APRAM)
A APRAM dá conta de que, nesta 2.ª feira 5 de março, o porto do Funchal receberá três navios de cruzeiro: o AIDAprima, o Boudicca e o Marella Dream.

Por: Paulo Gilberto Camacho

O AIDAprima chega de Las Palmas de Gran Canaria e amarra ao cais sul da Pontinha aos primeiros minutos do dia. Agenciado por Blatas, Lda., o navio prolongará a sua estadia até às 23h58 desta 2.ª feira, rumando depois a Santa Cruz de Tenerife (Canárias).
Das características do AIDAprima que entrou ao serviço em 2016, salienta-se a sua arqueação bruta: 125.572 tons. Mede 299,95m de comprimento por 37,60m de boca (largura) e 8,1m de calado. Tal como o seu irmão-gémeo, o AIDAperla lançado ao mar este ano, foi construído nos estaleiros Mitsubishi Heavy Industries, Ltd., Nagasaki – Japão e opera para a Aida Cruises. Navega com bandeira italiana. 
O Boudicca amarra ao cais norte da Pontinha para uma estadia até às 20h00.
(Foto: APRAM)
Pelas 06h30, O Boudicca, que é agenciado por JFM Shipping, Lda., amarra ao cais norte, procedente de Santa Cruz de La Palma (Canárias). Por volta das 17h00, largará rumo a Gibraltar.

O Boudicca construído nos estaleiros Wartsila, na Finlândia, entro ao serviço em 1973 e já ostentou nove nomes, sendo conhecido por Grand Latino (2004/2005) antes de ostentar o actual nome. Desloca 28.551 tons de peso bruto, mede 206,96m de comprimento por 25,22m de boca (largura). Tem como irmãos-gémeos o Albatros e o Black Watch. Opera para a Fred Olsen Cruise Line.



O Marella Dream vem de Santa Cruz de La Palma e ruma a Agadir.
(Foto: APRAM)














Logo a seguir, pelas 07h00, o Marella Dream faz a sua amarração ao cais sul da Pontinha, proveniente de Santa Cruz de La Palma (Canárias). Tendo a Ferraz como seu agente, o navio prosseguirá o seu cruzeiro rumo a Agadir (Marrocos), pelas 20h00.
O Marella Dream é propriedade da TUI - UK desloca 54.763 tons de arqueação bruta e mede 243,23m de comprimento por 29,73m de boca (largura). Construído nos estaleiros Meyer Werft, Papenburg, Alemanha, entrou ao serviço em 1986 ostentando o nome de Homeric. Mais tarde passou a chamar-se Westerdam, Costa Europa (bem nosso conhecido quando operava para a Costa Crociere) e Thomson Dream, antes de entrar, recentemente, ao serviço da Marella Cruises. Navega com bandeira de Malta.
O RHL Dresden, construído em 2007, é um petroleiro de produtos químicos com bandeira da Libéria.
(Foto: APRAM)
Por seu lado, no terminal marítimo da CLCM no Caniçal, é esperado pelas 08h00, o RHL Dresden que traz combustível de Sines. Agenciado por Blatas, Lda., o navio deverá permanecer amarrado às boias de segurança até às 08h00 do próximo dia 8, em operação de descarga de combustível, regressando depois ao porto de origem.

O RHL Dresden é um petroleiro de produtos químicos construído em 2007, que navega com bandeira da Libéria. Desloca 5.200 tons de peso bruto, 2.530 tons de peso líquido e 8.211 tons de peso morto. Mede 116,9m de comprimento por 18 de boca (largura) e o seu rascunho (calado) actual é de 4,9m.


O Peonia chega ao Caniçal com combustível de Sines e regressará a Leixões.
(Foto: APRAM)











Por fim, também no terminal marítimo da CLCM no Caniçal, o Peonia é esperado com combustível que traz de Sines. Agenciado por PMAR Navegação, Lda., o navio deverá amarrar às boias de segurança, pelas 10h00, iniciando a descarga de combustível. Sem data/hora de largada, o navio rumará depois a Leixões.
Tendo entrado ao serviço em 2005, este navio que ostenta a bandeira de Malta, com porto de registo em La Valletta, tem 19.549 de tonelagem bruta e o seu peso morto é de 28.987 t. Mede 164,5m de comprimento por 27,6m de boca (largura).

Sem comentários