últimas notícias

Madeira esteve em Canárias a avaliar novas formas de financiamento

Os parceiros em Canárias analisaram os resultados dos primeiros projetos do Programa MAC 2014-2020
Potenciar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação; melhorar a competitividade das empresas; promover a adaptação às mudanças climatéricas e a prevenção e gestão de riscos; conservar e proteger o meio ambiente e promover a eficiência dos recursos; e melhorar a capacidade institucional e a eficiência da Administração Pública, são os cinco eixos programa europeu MAC 2014- 2020, que fez sentar à mesa em Canárias os vários sócios do programa.

por Paulo Camacho

O encontro está integrado no Programa Hexagone, incluído na primeira convocatória do MAC 2014-2020, que se destina a melhorar a eficiência dos resultados deste tipo de cooperação. Na mesma mesa, sentaram-se os representantes da Madeira, Açores e Canárias, assim como dois parceiros da União Europeia e parceiros diretos de Cabo Verde, Senegal e Mauritânia, que participam pela primeira vez neste tipo de reuniões. O Governo Regional da Madeira esteve presente através da Direção Regional dos Assuntos Europeus e da Cooperação Externa.
A reunião, que decorreu no dia 23 deste mês em Santa Cruz de Tenerife, teve em vista a avaliação de novas formas e alternativas de financiamento. Desta forma, o diretor regional dos Assuntos Europeus e Cooperação Externa, Bruno Pereira, teve oportunidade de analisar os resultados dos primeiros projetos que estão a ser desenvolvidos com os países africanos, assim como a possibilidade de ampliar as alternativas de financiamento que potenciem a eficiência destes mesmos resultados.
O Programa MAC 2014-2020 conta com 130 milhões de euros e um apoio FEDER de 85% (110 milhões).
Em janeiro deste ano, foi aprovada a resolução da primeira convocatória de projetos, nos quais se inclui um total de 56 projetos, sendo que Cabo Verde participa em 42, o Senegal em 19 e a Mauritânia em 18.

Importa ainda destacar que, nos próximos meses, haverá segunda convocatória deste Programa, com um montante total superior a 50 milhões de euros.

Sem comentários