últimas notícias

Previsões meteorológicas adversas levam Turismo a apelar à articulação

As previsões apontam para condições meteorológicas adversas para as operações no Aeroporto da Madeira
(foto: Paulo Camacho)
A Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura apelou, hoje, a todo o setor do turismo e à ACIF - Câmara de Comércio e Indústria da Madeira, para a necessidade de ser preparada uma resposta articulada que, perante as previsões meteorológicas adversas que deverão afetar o Aeroporto da Madeira, entre a tarde do próximo sábado, e terça-feira, evite as situações que se viveram recentemente, naquela infraestrutura, e abone a favor dos passageiros e da imagem do destino. Tudo numa estratégia que o executivo espera que aconteça numa estratégia de antecipação «que se espera concertada entre todos».

Nas missivas enviadas, a Secretaria Regional tutelada por Eduardo Jesus alerta, por um lado e, concretamente, no caso das Unidades Hoteleiras, para a necessidade de serem equacionadas, atempadamente, soluções de acolhimento e de maior apoio aos passageiros, através do recurso aos quartos que, ficando vagos, não voltem a ser preenchidos.
Já no caso das agências de viagens, o Governo Regional solicita que, em articulação permanente com a ANA – Aeroportos de Portugal, haja capacidade de informar e esclarecer os passageiros com voos previstos neste período, para a possibilidade de alteração dos mesmos, facilitando-se, com isso, o apoio e a comunicação junto de quem venha a ser afetado.
Uma sensibilização reforçada pela via da ACIF, de quem a tutela espera «a melhor atenção, compreensão e intervenção junto dos seus Associados».
«Contrariamente ao sucedido na semana passada, temos, nesta ocasião, a possibilidade de prever e de preparar uma melhor resposta que nos dignifique, enquanto Região turística que se afirma, nacional e internacionalmente, pela sua hospitalidade e capacidade de bem receber», pode ler-se nas cartas enviadas.

Na prática, reforça a Secretaria Regional, «é fundamental que esta antecipação favoreça o encontro de uma resposta eficaz e de apoio direto que, salvaguardando os interesses dos nossos turistas, acautele, simultaneamente, a imagem e o bom nome de todo o setor turístico regional e, naturalmente, do destino Madeira, no seu todo».

Sem comentários