últimas notícias

Dia atípico com vitória do Alinghi e Red Bull voltado do avesso

Os veleiros super-rápicos na recta final da prova de hoje, com o Alinghi na frente
(foto: Paulo Camacho)
O terceiro dia de provas das Extreme Sailing Series, que decorre na Madeira até amanhã, domingo, prometia ser diferente, com mais vento. Mas acabou por ser atípico, terminado com apenas uma regata no final do tempo definido como limite que são as 17 horas.

Os seis GC32 que estiveram hoje em prova, com o Red Bull em terra depois do probema nos "treinos"
(foto: Paulo Camacho)
O dia começou com as equipas em “aquecimento”. Nessa altura o vento fazia-se sentir, ainda que de forma irregular. E no meio destes treinos prévios, a equipa austríaca Red Bull Sailing Team acabou por ver o seu GC32 voltar do avesso. Assim ficou algum tempo até conseguirem reposicioná-lo, mas já sem condições de poder correr hoje. O barco foi levado para os estaleiros de São Lázaro e içado. Pelo caminho muita água ia sendo retirada dos cascos.
Quanto à prova em si, a única do dia acabou por ser ganha pela Alinghi, a equipa suíça que venceu o ano passado na Madeira e igualmente o campeonato de 2016 das Extreme Sailing Series.
Mesmo assim, a  SAP Extreme Sailing Team, que terminou a corrida de hoje em segundo lugar, manteve a liderança na classificação geral que ocupa desde o primeiro dia de corridas na baía do Funchal na 3.ª etapa mundial das Extreme Sailing Series.

Classificação do 3.º dia, sábado

A classificação do terceiro dia, com uma prova, contra as seis do primeiro dia, e as oito do segundo, ficou ordenada da seguinte forma:
  • SAP Extreme Sailing Team (Dinamarca), 159 pontos;
  • Oman Air (Omã) 152 pontos;
  • Alinghi (Suíça), 150 pontos;
  • NZ Extreme Sailing Team (Nova Zelândia), 134 pontos;
  • Red Bull Sailing Team (Áustria), 131 pontos (mesmo sem correr foram atribuídos 6 pontos do último lugar);
  • Land Rover BAR Academy (Reino Unido), 114 pontos;
  • Extreme Team (Portugal, equipa convidada), 105 pontos.

Classificação do 2.º dia, sexta-feira

A classificação do segundo dia, com oito provas, contra as seis do primeiro dia, ficou ordenada da seguinte forma:
  • SAP Extreme Sailing Team (Dinamarca), 148 pontos;
  • Oman Air (Omã) 142 pontos;
  • Alinghi (Suíça), 138 pontos;
  • NZ Extreme Sailing Team (Nova Zelândia), 125 pontos;
  • Red Bull Sailing Team (Áustria), 125 pontos;
  • Land Rover BAR Academy (Reino Unido), 106 pontos;
  • Extreme Team (Portugal, equipa convidada), 98 pontos.

1.º dia de provas, quinta-feira

No 1.º dia de provas a classificação ficou assim ordenada:
  • SAP Extreme Sailing Team (Dinamarca), 64 pontos;
  • NZ Extreme Sailing Team (Nova Zelândia), 62 pontos;
  • Alinghi (Suíça), 54 pontos;
  • Oman Air (Omã) 54 pontos;
  • Red Bull Sailing Team (Áustria), 52 pontos;
  • Land Rover BAR Academy (Reino Unido), 51 pontos;
  • Extreme Team (Portugal, equipa convidada), 41 pontos.


A prova principal com os barcos à vela super-rápidos GC32 tem amanhã à tarde o quarto dia de provas, nas quais deverá estar de regresso a equipa da Red Bull.

Sem comentários