últimas notícias

Duas empresas criam mais de 40 empregos no CINM

Os casos de dois projetos empresariais recentes, com investidores estrangeiros a licenciarem as suas atividades no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), são exemplo de que a criação de postos de trabalho no quadro da Zona Franca madeirense é uma realidade.

São os casos da TVAPP Agency e a LUX&BEL Construções, duas sociedades recentemente licenciadas para operar no âmbito do setor dos Serviços Internacionais.
Já recrutaram mais de quatro dezenas de trabalhadores e estimam alargar ainda este ano, no quadro do seu processo de recrutamento o número de profissionais das suas equipas.
As condições de competitividade que o CINM proporciona aos investidores para poderem ser competitivos nos mercados internacionais estiveram na base da opção pelo desenvolvimento das suas actividades através da Madeira.

TVAPP

A TVAPP, cujos capitais são oriundos do Reino Unido, cria, pesquisa e desenvolve aplicações informáticas para televisão, telemóveis e smart-TVs.
Até ao início de março já tinha recrutado 26 profissionais, muitos deles jovens qualificados e recentemente licenciados, designadamente pela Universidade da Madeira.
Quanto à LUX&BEL Construções, sociedade que atua na área da indústria da construção civil no centro da Europa, designadamente no Luxemburgo e na Bélgica, de referir que já recrutou 19 profissionais especializados em artes específicas do setor, como por exemplo a carpintaria, sendo que muitos deles estavam no desemprego devido à quebra da atividade da indústria da construção da Madeira.

LUX&BEL

A LUX&BEL também prevê contratar mais profissionais ao longo de 2017.
Os dados compilados até dezembro de 2015 revelam que o emprego direto gerado nos sectores dos Serviços Internacionais e da Zona Franca Industrial era de 2.782 postos de trabalho diretos.
No entanto, apesar dos indicadores mais recentes confirmarem a subida do número de postos de trabalho criados no âmbito do Centro Internacional de Negócios da Madeira, em alguns setores continuam a alimentar-se dúvidas sobre este contributo para a economia regional.

No Registo Internacional de Navios da Madeira, outro dos setores de actividade do CINM, para além dos postos de trabalho criados em terra, os tripulantes a bordo dos navios registados no MAR eram 5.015.

Sem comentários