últimas notícias

Eduardo Jesus revela que a Marca Madeira ganhará novo impulso em junho

(foto: Ordem dos Economistas - Madeira)
O processo de desenvolvimento da nova Marca Madeira vai ser ajudicado até ao final do próximo mês, segundo revelou esta sexta-feira o secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, na sessão de encerramento da 11.ª Conferência Anual do Turismo, que decorreu no Funchal, com o tema “Marcas”.

Eduardo Jesus referiu que o processo está a decorrer depois de ter sido lançado o concurso a 24 de fevereiro deste ano. Revelou que foram recebidas 13 propostas, das quais duas foram excluídas e 11 estão em processo de análise. Neste momento, está em curso a elaboração do relatório final, a concluir neste mês, e a adjudicação do trabalho será feira até ao final de junho, segundo o governante.
No discurso de encerramento, o governante referiu igualmente que a reflexão promovida na Conferência assumia uma importância ainda mais evidente, quando existe atualmente uma estratégia definida para o turismo (2017-21), um novo POT aprovado e um plano de requalificação para o setor, em curso. Realçou também que a reflexão aconteceu “quando o produto merece o centro das atenções”, “quando atuamos com uma nova dinâmica promocional”, “quando crescemos em todos os indicadores de produção turística”, “quando temos uma maior capacidade de conhecer e avaliar, permanentemente, a satisfação de quem nos visita” e “quando se consegue mais notoriedade, mais visibilidade e credibilidade no mercado”.
Além disso, Eduardo Jesus complementou que a reflexão surgiu “quando temos um destino que cresce, em 2017, face ao seu melhor ano de sempre – 2016 – que, por sua vez, supera outro ano de recordes, que foi o de 2015 “ e “quando, reforçando a procura pela Madeira, soubemos simultaneamente apostar na maior abertura do Porto Santo, hoje, um destino bem mais reconhecido, competitivo e menos sazonal, que há dois anos”.

Disse ainda que aconteceu “quando somos o melhor destino insular do mundo, pelo segundo ano consecutivo, o que faz de nós um dos três destinos turísticos, no mundo, a conseguir esta distinção consecutiva – Maldivas, Maurícias e Madeira” e “quando a nossa estratégia de desenvolvimento sustentável é reconhecida pela própria OMT com a melhor taxa média de ocupação do mundo”.

Sem comentários