últimas notícias

Cadetes portugueses já navegam em navio registado no MAR

Os primeiros cadetes Escola Superior Náutica Infante D. Henrique já embarcaram, a 9 de outubro em Hamburgo, na Alemanha, no “Cap San Nicolas”. Uma realidade que acontece depois da Hamburg Süd - uma das 10 maiores empresas de porta-contentores do mundo - e a referia escola superior portuguesa terem assinado recentemente um protocolo de colaboração. Um protocolo que, na essência, prevê que todos os anos 4 cadetes portugueses desenvolvam experiências com as tripulações deste armador germânico.

Um das razões que levou a companhia alemã a estreitar oficialmente os laços com a escola superior portuguesa, segundo Caroline Baumgärtner, senior manager do departamento de crewing da Hamburg Süd, deve-se ao facto de “atualmente, nove dos nossos navios navegarem com bandeira portuguesa”. Além disso, tem em conta que também nas rotas do armador para a América do Sul, que incluem o Brasil, ter tripulantes que falem português acrescentam valor às tripulações.
Em relação ao referido protocolo a European International Shipowners Association of Portugal, associação que congrega a maioria dos armadores internacionais com navios registados no MAR, mostrou-se satisfeita pela assinatura do protocolo na medida em que, como referiu em nota pública, “esta é mais uma demonstração da importância do Registo Internacional de Navios da Madeira para a empregabilidade dos jovens marítimos portugueses”, sublinhou o seu presidente Robert Lorenz-Meyer.
Para a SDM, na qualidade de entidade que promove e desenvolve o MAR no quadro do Centro Internacional de Negócios da Madeira, a realização deste protocolo e de outras iniciativas semelhantes é corolário de um desenvolvimento eficaz deste sector para o qual a Sociedade de Desenvolvimento da Madeira muito tem pugnado para torná-lo competitivo, moderno e com qualidade, por forma a responder cabalmente às exigências dos mercados internacionais.

Sem comentários