últimas notícias

Houve mais 11,8% de hóspedes até agosto na Madeira

O número de dormidas e de hóspedes cresceu na Madeira e no Porto Santo no mês de agosto do corrente ano e igualmente no acumulado de 2016. Nas dormidas cresceu 4,3% em agosto e 9,5% entre janeiro e agosto. Nos hóspedes o incremento foi de 5,9% em agosto e de 11,8% de janeiro a agosto. O RevPAR cresceu 15,8% nos primeiros oito meses do ano.


As primeiras estimativas da atividade turística na RAM relativas ao mês de agosto de 2016 apontam para um acréscimo de 4,3% das dormidas nos estabelecimentos hoteleiros, em comparação com o mês homólogo, variação superior à observada para o conjunto do país (+3,7%).
Em termos absolutos, foram registadas na RAM cerca de 812,2 mil dormidas no mês em referência (10,8% do total das dormidas ocorridas no território nacional).
À exceção dos aldeamentos turísticos, todos os tipos de estabelecimento contribuíram para os acréscimos verificados, embora em termos absolutos, o contributo dos hotéis tenha sido mais expressivo (com mais de 24 mil dormidas que no mesmo mês do ano anterior).
Ainda no que se refere às dormidas, é de assinalar que de janeiro a agosto de 2016 cresceram 9,5% na Região Autónoma da Madeira, fixando-se a estada média neste período em 5,4 noites.

Hóspedes
Em relação ao número de hóspedes, em agosto último, totalizou os 122.746 turistas, dos quais 95.423 eram residentes no estrangeiro e 27.323 eram portugueses. Feitas a comparação, houve um crescimento de 5,9% em relação ao mesmo mês de 2015.
O total de hóspedes desde o início do ano foi de 797.197 turistas, o que representa uma variação homóloga acumulada positiva de 11,8% em comparação com igual período do ano passado.

Taxa de ocupação
Por sua vez, a taxa de ocupação (cama) em agosto de 2016 atingiu os 85,4% e os proveitos totais ultrapassaram os 43,7 milhões de euros, tendo aumentado 11,7% em relação a agosto de 2015.
De janeiro a agosto de 2016, esta variável registou um incremento de 15,6% comparativamente ao período homólogo.
O RevPAR, que mede o proveito obtido por quarto disponível, atingiu os 65,29 euros, +10,7% que no mesmo mês do ano precedente. A média dos primeiros oito meses de 2016 foi de 49,07 euros (+15,8% em relação ao período homólogo).
Nos principais mercados emissores, as variações estimadas para os mercados alemão e britânico foram de +15,6% e +11,6%, respetivamente, enquanto o mercado francês apresentou uma redução de 18,5% nas dormidas. De notar ainda o aumento registado no mercado nacional (+7,4%).

Sem comentários