últimas notícias

Corveta já é recife artificial no Porto Santo

O navio General Pereira D’Eça »»»» foto Tito Neves««««
Já está no fundo da baía do Porto Santo o antigo navio da Marinha Portuguesa, “General Pereira D’Eça”. A Marinha considera que, depois de 40 anos ao serviço do país, a corveta seguiu a sua derradeira missão: servir o país permanecendo no fundo do oceano, na Região Autónoma da Madeira, contribuindo para o turismo subaquático, como recife artificial.


Entre as 13 e as 14 horas de hoje o navio foi afundado num ápice. Uma equipa de mergulhadores da Armada participou nas diferentes fases deste processo e recolheu as primeiras imagens do fundo.
A General Pereira D’Eça foi uma das seis corvetas da classe “João Coutinho”, projeto português, da autoria do engenheiro construtor Rogério D’Oliveira, tendo sido construída nos estaleiros «Blohm & Voss», na Alemanha, e aumentada ao efetivo dos navios da Armada em 10 de outubro de 1970.
Passou ao estado de desarmamento em 25 de junho de 2010 e iniciou o seu processo de abate ao efetivo, tendo ocorrido esta situação em 2 de julho de 2014.
Criadas as condições para a sua alienação, foi atribuído à Região Autónoma da Madeira, através de um projeto de interesse público, nas áreas do turismo subaquático, da cultura e preservação histórica, da proteção da vida marinha e da economia, apresentado pela Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais.

Sem comentários