últimas notícias

Dormidas de Verão na Madeira superam Julho, Agosto e Setembro de 2010

O destino Madeira registou este ano um crescimento considerável do número de dormidas nos três meses de Verão, com um total de 1.838.787. São mais 225.413 dormidas em relação aos três meses de Julho, Agosto e Setembro de 2010, onde se registaram 1.613.374 dormidas. Não obstante, no acumulado do ano 2011, os números de dormidas do corrente ano, com 4.506.882, são inferiores ao ano anterior, com 4.993.525.


Contudo, sublinhe-se que os proveitos não acompanham esta diminuição, já que se traduz num crescimento real no acumulado dos negócios do turismo do corrente ano, comparativamente ao ano passado. Enquanto nos primeiros nove meses de 2010 se registaram 177,6 milhões de euros, em período homólogo deste ano, subiu para 202,3 milhões de euros, o que dá um incremento de 24,7 milhões de euros.
E aqui, os meses de Verão tiveram influência já que, só no mês de Setembro, há uma subida aproximada a 4 milhões de euros.

Na prática, acompanha a tendência nacional onde apenas os Açores viram baixar os rendimentos totais.
Especificamente nos proveitos por aposentos, verifica-se igualmente um crescimento acentuado, ao passar de 108,3 milhões de euros para 123,7 milhões de euros, o que dá mais 15,4 milhões de euros.
Em relação ao comportamento das dormidas nos três meses de Verão, podemos ver, em detalhe a evolução entre 2010 e 2011.
Nos meses de Julho as unidades hoteleiras da Madeira registaram 492.382 dormidas em 2010 e 590.392 este ano. São mais 98.010 dormidas.

Em Agosto, os números evidenciam 624.383 dormidas em 2010 e 677.848 este ano, o que resulta em mais 53.465 na diferença entre os dois anos.

Finalmente, em Setembro de 2010, os números do INE indicam a existência de 496.609 dormidas e, este ano, verificaram-se 570.547 dormidas. Feitas as contas há um subida acentuada de 73.938 dormidas.
Analisando os números do Verão deste ano com os dois primeiros meses depressa se vê que qualquer um duplica o número de dormidas de Janeiro. E o mesmo quase acontece com o mês de Fevereiro. Estes dois meses, a par dos meses de Novembro, com números semelhantes, revelam-se, nitidamente, como os mais fracos do ano para o destino Madeira.


Sem comentários