últimas notícias

Madeira Wind Birds reconhecida recebe Prémio João Borges



O presidente da Câmara do Funchal (PSD), Miguel Albuquerque, considerou hoje a empresa “Madeira Wind Birds”, vencedora do Prémio João Borges, uma “lição” para o turismo da Região.

“Esta empresa é uma lição para todos nós e sobretudo para aquilo que é necessário para o futuro do turismo da Madeira que é a ligação à natureza, ao mar e às belezas naturais”, disse o autarca na cerimónia de entrega do galardão.
O Prémio João Borges/2010 foi atribuído, por unanimidade, à empresa “Madeira Wind Birds”, com sede no Funchal, propriedade dos jovens Catarina Fagundes e Hugo Romano e tem como actividade a exploração do ecoturismo na Região, com grande procura por parte do mercado inglês, espanhol e norueguês.

O júri considerou que a empresa “introduziu nas actividades marítimo-turísticas da madeira um fator de inovação e qualidade traduzido nas viagens de observação de aves marinhas pelágicas, nidificantes ou não no arquipélago, dirigidas a “bird-watchers experientes e investigadores”.

Foi ainda atribuída uma Menção Honrosa às empresas “Rota dos Cetáceos” e “Ventura do Mar” pelo “excelente trabalho que vêm desenvolvendo na área das actividades marítimas/náuticas, com particular destaque para o turismo da natureza”.

A empresa Madeira Wind Birds, premiada com o Prémio João Borges/2010, instituído pela Câmara Municipal do Funchal, foi constituída em 2004 e dedica-se à animação turística orientada para o ecoturismo designadamente para a observação de aves e para os passeios marítimos que incluem a contemplação de cetáceos e a natação com golfinhos.

O Prémio João Borges (em memória do ex-diretor regional de Turismo), um troféu e uma quantia pecuniária no valor de 5.000 euros, “visa distinguir pessoas singulares ou coletivas cuja actividade ou iniciativas revelem mérito nos domínios do turismo, defesa do ambiente ou actividades marítimo/náuticas e que detenham especial relevo no desenvolvimento do concelho do Funchal”, estipula o regulamento estabelecido pela Câmara Municipal do Funchal.

Sem comentários