últimas notícias

36º Congresso: Conclusões e recomendações

As conclusões e recomendações saídas do 36.º Congresso Nacional da APAVT, que ontem terminou no Funchal, começam por sublinhar que face à “recuperação das infra-estruturas no seguimento dos acontecimentos de 20 de Fevereiro, que devolveram à Região todo o seu potencial turístico e a garantia de satisfação do cliente”, o Congresso “conclui que a aposta da operação e da distribuição portugueses no Turismo da Madeira deve ser cada vez mais forte, premiando assim este destino e os esforços dos madeirenses em prol do Turismo”.

Outra das conlcusões do Congresso é as “vantagens de se optar por estratégias de consolidação ou, alternativamente, por estratégias de foco de actividade e especialização” e que a “regulação feita no seio das associações empresariais é mais eficaz e eficiente do que a regulamentação do Estado”.
O Congresso conclui ainda que a “distribuição do produto turístico via agências de viagens é mais vantajosa do ponto de vista do cliente e mais rentável no ponto de vista dos fornecedores”.
Quanto às recomendações, o Congresso “recomenda que a oferta, embora criteriosa em termos de destinos, de unidades all-inclusive, seja encarada como mais um factor de dinamização da actividade e que o Governo e a Administração Pública, enquadem este sub-sector no plano estratégico nacional do turismo”. O Congresso recomenda ainda que “a gestão das empresas seja cada vez mais profissional, masi pró-activa, mais responsável e com maior e mais rápida capacidade de adaptação às exigências do mercado”.

Sem comentários