últimas notícias

Congresso de Vilamoura: APAVT quer Estado a facilitar acesso ao crédito

João Passos - Congresso de Vilamoura«Não pedimos subsídios. As empresas têm de valer pelo que são e pela capacidade dos gestores em conduzir os seus negócios, mesmo nos períodos mais conturbados. Coisa diferente, é assegurar, em contexto de recessão económica, condições para que as empresas consigam aceder ao crédito. Nesta conformidade propomos a criação de um instrumento legal que permita a concessão de aval pelo Estado suprindo assim os rácios cada vez mais apertados que os bancos exigem para concessão de financiamento». As palavras são de João Passos, presidente da APAVT, e foram proferidas na abertura do 35º Congresso anual que ontem começou em Vilamoura, no Algarve. O destinatário era Bernardo Trindade, secretário de Estado do Turismo, que esteve na abertura, onde se encontrava a igualmente madeirense Conceição Estudante, secretária regional do Turismo e Transportes.


Falou ainda do que diz ser uma profunda alteração que «certamente decorrerá da transposição da directiva dos serviços no mercado interno, vulgo Directiva Bolkstein, e os decorrentes de uma diferenciação fiscal face aos nossos mais directos competidores.»

No que toca à directiva, a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo propõe-se colaborar no sentido de adaptar essas normas à realidade nacional «para que a sua implementação não constitua mais um factor concorrencial penalizador das empresas nacionais.»
Quanto à diferenciação fiscal diz contar com o secretário de Estado para que, nos fóruns internacionais, vote a favor das alterações propostas pelas agências de viagens europeias ao regime especial do IVA que lhes é aplicada.
Na análise ao ano que está prestes a terminar, João Passos diz que foi muito difícil para a actividade económica em geral e para o Turismo em particular, para o que refere terem contribuído algumas deficiências estruturais que se arrastam há décadas.

Finalmente, em relação ao tema do congresso: “Vencer em Concorrência” acentua que é um desafio «à nossa capacidade, sobretudo em contextos económicos adversos como aquele em que vivemos.»

(Se pretender leia na íntegra o discurso de abertura de João Passos, presidente da APAVT)

Sem comentários