últimas notícias

Solução para o Madeira Palácio no fim do mês

(foto: Paulo Camacho)
O Grupo Fibeira espera que as negociações com o Millenium/BCP estejam concluídas até ao final de Junho para dar seguimento à obra de conclusão da remodelação e ampliação do Hotel Madeira Palácio, no Funchal.

A obra está suspensa desde Novembro de 2008 e precisa de um reforço de 55 milhões de euros para ser concluída.
Em declarações à Agência Lusa, Acácio Pinheiro, que participou no dia 2 num plenário de trabalhadores do hotel, revelou haver um "acordo de princípio com o Millenium/BCP de renovação do financiamento e da retoma e conclusão da obra".
Segundo o administrador, ao valor de 40 milhões de euros que eram necessários para a conclusão da obra são precisos agora mais 15 milhões para suportar juros e encargos com os 110 trabalhadores do hotel que estão a ser apoiados pelo Instituto Regional de Emprego.
"Nós vamos suportar 25 milhões de euros e o Millenium/BCP os restantes 30 milhões", adiantou.
Acácio Pinheiro espera que este processo esteja concluído no final de Junho para poder pagar o subsídio de férias em Julho e as obras arrancarem o mais rápido possível.
O administrador da Fibeira reuniu com os secretários regionais dos Recursos Humanos e do Turismo e Transportes.
A Fibeira já investiu neste projecto 80 milhões de euros (40 milhões dos quais na aquisição do hotel que já pertenceu à cadeira Hilton nos anos 60), mas precisa deste financiamento para concluir a construção dos 112 novos apartamentos em construção para aquela unidade turística.
Este investimento de 135 milhões de euros é a primeira incursão da Fibeira, grupo ligado à imobiliária e à gestão de centros comerciais no Continente e na hotelaria da Madeira.
Adolfo Freitas, do Sindicato de Hotelaria e Turismo, confirmou que os trabalhadores marcaram novo plenário para 28 de Julho.

Sem comentários