últimas notícias

TAP mantém aposta na Madeira

A TAP vai continuar a apostar na linha da Madeira, admitindo reduzir o número de frequências se a procura decrescer, afirmou hoje no Funchal o director de vendas da transportadora aérea.

Carlos Paneiro falava à margem da III Conferência Anual do Turismo que decorreu no Funchal, subordinado ao tema "transporte aéreo", que reúne cerca de 600 participantes.
"Vivemos momentos conturbados num contexto de crise global e a TAP não está alheia a essa situação, mas a Madeira continua a ser uma aposta estratégica", disse.
Este responsável refutou que a TAP tenha reduzido de momento a oferta de lugares para esta região, o que aconteceu noutras linhas, argumentando que "está a observar como se porta a procura".
Admitiu que essa diminuição de ligações possa vir a acontecer "se houver redução da procura".
"Vivemos num momento atípico, influenciado pelos efeitos crise, concorrência e Páscoa, em Março houve uma quebra em comparação com 2008, porque a Páscoa veio este ano em Abril e esta forte sazonalidade é importante na linha da Madeira", disse.
Para Carlos Paneiro, mesmo que se verifique uma redução na oferta para esta ilha, "será em pequena escala".
Garantiu que, face ao efeito procura, a realização de um segundo voo semanal para a Venezuela "pode ser uma realidade", existindo contactos nesse sentido entre a TAP e a comunidade portuguesa naquele país.
Presentemente a TAP realiza apenas voos directos da Madeira para Caracas e Londres, sendo as restantes ligações efectuadas a partir dos aeroportos do continente.

Sem comentários