últimas notícias

Madeira dá cartas na gestão turística

“A Madeira tem empresários muito valiosos, dinâmicos e esclarecidos no turismo e em outras áreas”. Quem o disse ontem foi Artur Santos Silva, presidente da Cotec Portugal, uma associação que aposta na inovação das empresas, e que ontem esteve no Funchal como orador convidado no Jantar de gala da ACIF – Câmara de Comércio e Indústria da Madeira.

O banqueiro, que veio falar da importância da inovação e do empreendedorismo como mola impulsionadora da economia, reconheceu que o melhor do país em matéria de gestão no turismo está na Madeira. Considera que “têm sido grandes agentes da mudança. Por alguma razão, a Região Autónoma da Madeira foi dos espaços portugueses o que mais cresceu”.
Nesse sentido, aproveitou a presença dos empresários no jantar, que decorreu no Reid's Palace, para os estimular a se juntarem às cerca de 100 grandes empresas que já estão na Cotec, entre as quais os grupos madeirenses Pestana e Banif.
Em relação à proposta do presidente do Governo Regional de impedir que empresas com 1 milhão de euros de lucros não possam despedir quadros, Artur Santos Silva não quis comentar pode desconher com profundidade o seu conteúdo. Contudo, reconheceu que estamos a viver um momento difícil onde sublinha que o grande desafio é conter o desemprego. “Todos os empresários têm de assumir isso como uma grande responsabilidade social. Muitos defendem que, se for necessário, há que congelar ou até reduzir salários, que será melhor do que fechar empresas ou reduzir empregos, enquanto outros dizem que há tomar todas ouras medidas”.
O empresário acentua que tudo o que seja por razões conjunturais devemos evitar, de forma irreversível, o desemprego. Mas, se for razões estruturais, “que o negócio deixou de ser viável, temos que ajudar os trabalhadores, não a manter artificialmente os postos de trabalho, mas a dar-lhes competências para terem mais oportunidades de emprego noutras áreas e investir na sua formação”.

Sem comentários