últimas notícias

Armas já não faz 2.ª viagem para Portimão

A Naviera Armas já não vai realizar a segunda ligação entre a Madeira e Portimão, no Algarve. Num comunicado, a companhia espanhola que semanalmente escala o Funchal, numa viagem que começa em Canárias, segue para o sul do país e regressa à região autónoma, antes de rumar às ilhas espanholas, aponta como causa as limitações impostas pelo Porto do Funchal.

Lamenta não poder responder às grandes expectativas de procura de passagens já surgidas para o Verão, depois de três anos de serviço.
Mais adianta que a Naviera Armas se havia preparado “com ilusão” para dar um maior serviço, pelo que diz serem incompreensíveis as limitações que impuseram.
O armador havia apontado o início da segunda viagem para finais do próximo mês de Junho.
Pela parte da autoridade portuária, igualmente em comunicado, começa por dizer que autorizou a segunda ligação semanal com Portimão e que não tem conhecimento formal da desistência da mesma, por parte da Naviera Armas.
Sublinham os Portos da Madeira que na referida autorização, salvaguardou as regras de operacionalidade no porto do Funchal, nomeadamente no que diz respeito ao movimento de transporte de carga rodada nas viagens semanais a efectuar.
Recorda que uma vez que se trata de uma operação destinada essencialmente a passageiros, a APRAM pretendeu acautelar os seus interesses, bem como salvaguardar nestas escalas, a disponibilidade de lugares para viaturas ligeiras em detrimento do transporte de mercadorias.
Por isso, diz estranhar qualquer decisão do armador em cancelar a segunda viagem. E caso isso se concretize, lamenta a decisão e sublinha não compreender o que terá levado a Naviera Armas a desistir, “tanto mais que esta segunda viagem visava responder à procura de passageiros com viaturas que nada aponta tenha diminuído”.
Em jeito de remate, a APRAM reafirma que mantém o incentivo concedido à operação, com a redução das taxas na ordem dos 68%.

Sem comentários