últimas notícias

Madeira na lista das preferências para a Páscoa

Os portugueses continuam a aproveitar a Páscoa para tirar uns dias de férias e, apesar da crise, as agências de viagens contactadas pela Lusa registam uma procura semelhante ou até superior à Páscoa de 2008.
Os destinos no topo das preferências dos "turistas pascais" são principalmente Cabo Verde, Brasil, Algarve ou Madeira.
A Agência Abreu e a Top Atlântico (grupo Espírito Santo Viagens), duas das mais representativas do mercado, estão receber pedidos de viagens "ao nível de 2008", mas na Soltrópico o número de passageiros que já comprou bilhetes quase duplicou face à Páscoa do ano passado.
"As reservas estão a decorrer normalmente", disse à agência Lusa, o administrador da Top Atlântico, Helder Alves, acrescentando que "o número de pessoas reservadas se encontra dentro dos objectivos, o que quer dizer em linha com 2008".
Na Agência Abreu, "depois de um início tímido, as reservas estão a avançar a bom ritmo" e chegam ao nível do ano passado, disse à Lusa fonte da empresa que considera os resultados "positivos face à actual conjuntura".

Soltrópico acredita

Da parte da Soltrópico, a imagem transmitida pelo director de Marketing e Logística, Tiago Serras Rodrigues, é mais animadora pois aponta para uma subida de 91 por cento no número de passageiros com reservas para viajar na Páscoa, na comparação com 2008.
Um total de 1.674 passageiros já reservou viagens de Páscoa na Soltrópico, disse Serras Rodrigues.
Quanto aos destinos, com ou sem crise, os portugueses continuam a procurar o sol, optando na maioria por Cabo Verde e pelo Brasil, nas deslocações mais longínquas e, quando se ficam por Portugal, pelo Algarve e Madeira.
Na Soltrópico, Cabo Verde é mesmo um sucesso, com vendas Cabo Verde que mais que duplicaram face à Páscoa de 2008, um acréscimo de 135 por cento que Tiago Serras Rodrigues explica com o início de uma segunda ligação aérea não regular para a Ilha da Boavista, que se junta ao voo para a Ilha do Sal, já a funcionar desde 2004.
Mas a resposta da procura também foi "proporcional por se tratar de um destino em voga", acrescentou Serras Rodrigues.
Os clientes da Top Atlântico continuam a procurar as Caraíbas e o Brasil - embora seja um destino que registe "alguma quebra" -, para além de Cabo Verde e das Ilhas Espanholas, a que se juntam a Madeira e Algarve, no mercado interno, como especificou o administrador da empresa.

Sem comentários