últimas notícias

Juros a metade para investir no Turismo

As taxas de juro para investimentos no turismo ao abrigo das linhas de crédito PME Investe foram reduzidas a metade, uma medida que "facilita o financiamento das actividades dos empresários do sector turístico", disse hoje o Turismo de Portugal.
Em comunicado, o Turismo de Portugal indica que "o limite mínimo da taxa de juro a suportar pelas empresas em operações de financiamento, através das linhas de crédito PME Investe I, II e III, baixou de três por cento para 1,5 por cento".
Esta redução, prossegue o comunicado, "acompanha a descida das taxas Euribor" e "facilita o financiamento das actividades dos empresários do sector turístico", surgindo "na sequência das medidas de apoio ao turismo aprovadas pelo Governo".
"A redução, para metade, da taxa de juro mínima a suportar pelas empresas foi já introduzida nas operações contratadas entre os bancos e as empresas, enquadradas nas linhas de crédito PME Investe I, II e III, e aplica-se a todas os novos financiamentos", adianta o comunicado.
Segundo o Turismo de Portugal, "as linhas de crédito PME Investe II e III colocam à disposição das empresas do sector do turismo uma dotação total de 1.700 milhões de euros, distribuída por duas linhas específicas e duas linhas gerais".
Na PME Investe II, a linha + Restauração tem uma dotação de 50 milhões de euros para qualificação e modernização dos estabelecimentos de restauração e bebidas.
A linha geral, destinada a investimentos e aumento do fundo de maneio de todas as empresas do sector, tem uma dotação de 750 milhões de euros.
A PME Investe III estabelece uma linha específica para empreendimentos e actividades turísticas no valor de 500 milhões de euros e uma linha para micro e pequenas empresas, com dotação até 400 milhões de euros.

Sem comentários